Eu desisto oficialmente de Passione

25 de outubro de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Sabe, não dá. Impliquei com a novela no começo por ser lerda como Viver a Vida e depois, como muita gente, me empolguei. A trama de Silvio de Abreu se tornou imperdível.

Mas não manteve o fôlego: após o assassinato de Saulo virou um espetáculo de atuações canastronas, história fraca e pior de tudo: repetitiva.

Decidi que não vou terminar frustrado como aconteceu com Escrito nas Estrelas.

Quando eu tiver com vontade ou sem fazer outra coisa assistirei ao folhetim, mas ele deixa de estar em minha listinha seleta de imperdíveis.

No quesito novelas, hoje, só Por Amor e Vale Tudo.

Punto e basta.