Eu estou encantado

6 de outubro de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Existem certas coisas que marcam a nossa infância e a serie Charmed certamente marcou a minha. Me lembro de me reunir com minha mãe para assistir uma serie sobre três irmãs diferentes entre si, que ao descobrirem que são bruxas tem que equilibrar suas vidas cotidianas com o seus deveres de ser uma encantada.

A mais velha, Prue, é uma mulher moderna e responsável que se ressentia pelo abandono do pai e a morte da mãe num acidente. Ela no inicio da serie trabalhava numa casa de leilões, mas ela resolve seguir sua vocação se tornando uma importante fotógrafa. A Irmã do meio, Pipe,r é uma jovem romântica e talentosa chefe de cozinha que reluta em aceitar seu destino como uma bruxa mas acaba entendendo que isso faz parte do que elas são.

Ela se apaixonou pelo seu anjo da guarda Leo e esse amor proibido comoveram a todos.

E finalmente Phoebe uma jovem com espírito livre que encontra um novo sentido para sua vida ao descobrir que é uma bruxa. Assim enquanto derrotam feiticeiros, demônios e outras criaturas do mal elas solidificam a sua relação familiar.

A magia delas as permitia visitar o passado e o futuro e compreender que o seu presente é reflexo do seu passado e conseqüentemente o seu futuro. Assim foi durante três anos a serie deu lições de vida sem parecer sermão, teve romance sem ser piegas, mas no final da terceira temporada o que parecia impossível aconteceu: a irmã mais velha Prue é morta, elas que pareciam ser invencíveis na realidade não eram.

E quando tudo parecia ser o fim, elas descobrem a existência de uma quarta irmã, Paige, filha de sua mãe com seu anjo, que foi dada para a adoção porque o relacionamento entre seus pais era proibido. As ocasionais aparições de sua mãe e sua avóem momentos-chave eram muito marcantes.

O divertido é ver como elas equilibram suas vidas, elas se completam e são literalmente encantadas.    

* do internauta Marcelo Rodrigues