Excesso de clímax na estreia de O Astro acaba não funcionando

14 de julho de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Em relação à estreia de ”O Astro” achei bastante inusitada. Os autores decidiram resumir num capítulo o que aconteceu nos 35 primeiros capítulos da primeira versão e o resultado final foi que o excesso de clímax acabou não funcionado, tendo em vista as relações de causa e consequência no roteiro não terem sido suficientemente delineadas.

Além do mais, a edição acabou prejudicando mais ainda a naturalidade do desenvolvimento do capítulo, parece-me que a edição deixou o capítulo final com uma atmosfera de compacto dos melhores momentos.

Mas há pontos positivos: Regina Duarte prova ainda estar em forma e conseguir em poucas cenas mostrar as camadas que construiu para a sua personagem. Bom rever Daniel Filho atuando novamente e a trilha sonora parece ser tão convidativa quanto à da primeira versão, que era simplesmente um arraso.
* do internauta Prof. Bruno Matos