Falta naturalidade à “Meu Pedacinho de Chão”

Falta naturalidade à “Meu Pedacinho de Chão”

5 de maio de 2014 5 Por Endrigo Annyston

Considero o texto do Benedito Ruy Barbosa um dos melhores da nossa televisão. O texto do autor consegue se destacar mesmo em meio às invencionices do diretor Luiz Fernando Carvalho.
Meu Pedacinho de Chão parece visualmente um remake do Castelo Rá-tim-bum, que é ótimo, mas que não é uma novela. Falta naturalidade à trama. Tudo é muito forçado. A linguagem, os figurinos, os cenários, os trejeitos dos personagens. Não que a novela seja mal feita, pelo contrário, tudo é bem feito, mas se fosse mais natural, a novela seria muito melhor. Não precisava desse exagero todo para encantar o público e para ilustrar o mundo visto pelos olhos de duas crianças. Poderia até ser colorida, mas não era necessário animais de brinquedo, roupas espalhafatosas e etc. Se Meu Pedacinho de Chão seguisse a linha de Paraíso, o último remake de Benedito Ruy Barbosa e uma das últimas novelas das seis a conseguir uma ótima audiência, tenho certeza que, além de encantar o público, ainda conseguiria subir a audiência do horário. O texto do Benedito Ruy Barbosa por si só já é encantador e lírico.
Vale a pena assistir pelo texto, por sua beleza, por sua leveza, pelo bom trabalho dos atores e também pelo fato da trama só durar quatro meses. Fica aqui a torcida para que um outro diretor cuide da próxima novela do Benedito e para que Luiz Fernando Carvalho se dedique apenas às minisséries, que são curtas, exibidas em um horário tardio onde a audiência não importa tanto e onde ele pode se dirigir a um público mais específico. Fico por aqui, um abraço a todos e até a próxima.

* Gilmar Moraes