Fiasco: Balacobaco termina em baixa na Record

Balacobaco estreou em outubro com audiência inferior a do fracasso Máscaras, de Lauro César Muniz.

Produzida as pressas por conta do susto que a Record  levou com a rejeição da trama anterior, o folhetim teve média de oito pontos, contra 11 da produção anterior.

Dali em diante a novela de Gisele Joras perdeu pontos, esboçou reação no meio do caminho e voltou a cair na reta final.

Vai fechar como uma das piores audiências da nova fase da teledramaturgia da Record, ao lado de Máscaras e Essas Mulheres.

No último capítulo a novela manteve os mesmos oito pontos da estreia.

Dois pontos a mais que o desfecho de Máscaras.

Balacobaco tem situação pior que a da criticada Salve Jorge. Diferente da trama global, conseguiu elevar, mesmo que a conta gotas, a audiência de Máscaras.

Mas teve repercussão zero. Nem negativa, nem positiva.

Tá aí uma produção que passou em branco – e a Record jurava que seria sua Avenida Brasil.

#classecfeelings



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *