Gianecchini ainda pensa que é o mecânico de Belíssima

3 de junho de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Eu não consigo ver outro talento em Reynaldo Gianecchini que não seja o corporal, que é o que chama a atenção e consequentemente o que o levou para a televisão.

Tá, ele me convenceu como o mecânico Pascoal em Belíssima e também divertiu, mas parou por aí.

A sensação que tenho é que interpreta ele mesmo, como muitos “atores”.

Mas noto um porém: Fred tem o mesmo “jeitinho” de falar que o mecânico.

Reparem.

E eis o x da questão: talvez seja essa a pimenta que falte em Passione, um bom vilão.

Mariana Ximenez também precisa carregar um pouco mais na vilanice, ainda está devendo.