Girls chega ao ápice da esquisitice – 2X10 Together (season finale)

Girls teve uma excelente primeira temporada. Acho que os comentários eram unanimes: era uma Sex And The City sem glamour, com meninas normais e sem grana.

As limitações traziam conflitos diferentes da outra produção, tipo amigas discutindo porque uma delas não estava ajudando a bancar o apartamento.

A temporada terminou, muitas criticas positivas, prêmios. Alguns, inclusive, bizarros. Não entendi até hoje como Girls pode ser considerada uma comédia.

Enfim, dos males o menor.

Hannah virou uma chata de galochas e, do nada, decidiu que tinha TOC. Algo que a personagem nunca demonstrou ter.

E o negócio veio meio que num estágio avançado.

Isso somado ao fato de as suas amigas não seguirem uma lógica.

Uma sumiu, outra passou de santa a traíra e, bem, tem aquela que não sabe o que quer da vida com o ex. Essa, acredito, é até a mais normal.

Idem para Adam. O comportamento dos episódios mais recentes nem podem ser considerados anormais, haja vista que ele se apresenta assim desde o início. Acredito ser o único personagem seguindo uma lógica.

De minha parte, apenas o episódio do médico foi 100% bom. Jogaram uma produção promissora no lixo.

Quem sabe na terceira temporada retomem o bons texto e voltem a trabalhar com o mínimo de lógica.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *