‘Globo Cidadania’ debate as profecias do fim do mundo

No sábado, dia 06, o ‘Globo Cidadania’ vai desvendar os mistérios das teorias apocalípticas que rondam o dia 21 de dezembro de 2012 no imaginário popular. O repórter Alexandre Henderson, do ‘Globo Ciência’, foi pesquisar sobre toda essa história do fim do mundo que envolve o calendário maia. Cientistas e especialistas ajudam a esclarecer o que é ficção e realidade.

O programa deste sábado vai mostrar também como jovens universitários podem aproveitar grandes encontros científicos. O ‘Globo Universidade’ viaja até o Maranhão para visitar a reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, que acontece no campus da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em São Luís. Já o ‘Globo Educação’ quer saber: o professor brasileiro é valorizado? O programa vai em busca dessa resposta e do que motiva  nossos mestres.

Em outra reportagem, o ‘Ação’ apresenta os projetos educativos e as iniciativas da 30ª Bienal de Artes de São Paulo que buscam aproximar o público da arte. O tema “construção sustentável” também entra em pauta e o ‘Globo Ecologia’ falará sobre as novas tendências da construção civil que contribuem para diminuir os impactos no meio ambiente.

Fazer a diferença na vida das pessoas com temas do dia a dia. Este é o objetivo da temporada 2012 do ‘Globo Cidadania’, fruto da parceria entre a Rede Globo e a Fundação Roberto Marinho. Com apresentação de Sandra Annenberg, o programa reúne nas manhãs de sábado, a partir das 6h05, o ‘Globo Educação’, o ‘Globo Ciência’, o ‘Globo Ecologia’, o ‘Globo Universidade’ e o ‘Ação’. É exibido também à tarde no Canal Futura, nas manhãs de domingo na Globo News e em 115 países pelo canal internacional da Globo. O portal (globocidadania.com.br) traz o conteúdo, na íntegra, e extras dos episódios.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*