Globo de Ouro é um sucesso. Daria certo hoje em dia?

O Globo de Ouro é um dos programas mais comentados das redes sociais. É até mais um fator que comprova que a TV paga está a cada dia em mais lares.

Chega a ser mais comentado que programas exibidos pela TV aberta. Muito mais!

Ouso dizer que repete o sucesso de Vale Tudo.

O palpite dos internautas vão desde as vestimentas de época, passando pelos apresentadores Isabella Garcia e César Filho, as músicas clássicas e personalidades esquecidas pela mídia.

Eu, por exemplo, adoro quando o programa tem Patrícia, Gabriela, Kátia, José Augusto, Kid Abelha, Lulu Santos, Zizi Possi, Trem da Alegria. Xuxa nos tempos do Xou com bota, xuquinhas e paquitas, dentre outros.

Já surgiu até um “camarote Dolly” para comentar o musical.

E a pergunta que não quer calar é: o Globo de Ouro funcionaria hoje em dia?

Sim, teria audiência, mas as atrações seriam tipo os cantores que integram a trilha sonora de Avenida Brasil. De cabo a rabo.

Não seria possível reunir um time como aquele da década de 90, período muito rico musicalmente falando.

E mesmo que se tentasse fazer algo assim, não teria audiência se não fosse popular ou, como estamos acostumados a dizer atualmente, dirigidos a Classe C.

Por conta do sucesso os responsáveis pelo canal deram sobrevida ao musical. A partir de julho, exibição aos sábados e domingos!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*