GLOBO RURAL – Recuperação de pastagem degradada é tema do programa

O ‘Globo Rural’ deste domingo, dia 14, vai exibir uma reportagem sobre o processo de recuperação de pastagem degradada, chamado Sistema Barreirão, que já tem 20 anos e integra a lavoura com a pecuária.

Esse sistema permite ao criador fazer a recuperação de sua pastagem com um custo menor e, ao mesmo tempo, produzir grãos. No início, o grão utilizado por essa tecnologia era só o arroz. Depois de arar, corrigir o solo e adubar, na hora de passar a semeadora, o produtor colocava a semente do arroz a quatro centímetros de profundidade e o capim a dez. Assim, o arroz crescia primeiro e, além de obter lucros com essa lavoura, o pecuarista obtinha o capim em seguida. Assim, o valor da produção do arroz custeava a recuperação da pastagem.

Atualmente essa tecnologia se aperfeiçoou e outros grãos mais rentáveis, como o milho e a soja, passaram a ser adotados por ela. Além disso, há a comprovação de que as pastagens recuperadas por esse sistema tornam o solo mais poroso e fértil. Outra vantagem é o baixo impacto ambiental, pois o capim fica verde ao longo de todo o ano e realiza o sequestro do carbono, colaborando com a qualidade do ar. Em Ipameri, no estado de Goiás, o repórter Ivaci Mathias vai contar a história de uma dentista aposentada que herdou uma fazenda de seu marido e usou o Sistema Barreirão para livrar a propriedade da falência.

O ‘Globo Rural’ ainda exibirá uma reportagem sobre as perspectivas da safra da cana-de-açúcar neste ano. Ainda na edição de domingo, uma entrevista com o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues sobre os impactos da crise financeira internacional na nossa agricultura e uma matéria sobre a produção de feijão no nordeste da Bahia.

Na seção de cartas, o programa dará dicas aos telespectadores sobre como controlar a praga da mosca-das-frutas em laranjais e como afastar as formigas lava-pés dos canteiros de morango. O ‘Globo Rural’ vai ao ar aos domingos, logo após ‘Pequenas Empresas & Grandes Negócios’, e de segunda a sexta, após o Telecurso.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*