A Grande Família 10 anos: Andréa Beltrão

16 de fevereiro de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Neném sem chupeta, avião sem asa… A Grande Família sem Marilda.

Eu e meio mundo acreditávamos que seria impossível visualizar a produção sem um de seus grandes destaques, aliás, a personagem estava sempre com os holofotes direcionados para si – por isso não entendi porque Flavio Ricco disse que Andréa era figurante de luxo em GF. Oi?

A questão é que existiu A Grande Família sem Marilda. Aliás, confesso que durante os primeiros episódios do ano passado sequer me lembrei que ela existia.

Talvez Marilda tivesse sido importante nos meses seguintes, época da Copa do Mundo e o final do ano, quando aí sim o roteiro estava fraco e sua presença pudesse dar uma animada.

Não estou, no entanto, diminuindo o tamanho de Andréa Beltrão. Ela foi fundamental todos esses anos, mas também não era insubstituível, afinal, essa série tem um elenco excelente.

Fosse um programa cheio de rostinhos bonitos, aí sim seria impossível a sequência sem um dos protagonistas.

A questão é: por tudo o que Andréa fez como Marilda, é preciso deixar registrado uma única palavra que significa tudo: obrigado!