Guerra dos Sexos: Cometi uma injustiça

13 de abril de 2013 0 Por Endrigo Annyston

Ontem estava assistindo Guerra dos Sexos quando me atentei para um detalhe: eu nunca destaquei a atuação de Daniel Boaventura e Mayana Moura.

O primeiro dispensa comentários, sempre manda muito bem seja atuando ou cantando. Mas devo especialmente no caso de Mayana.

A moça teve um início interessante, um tanto quanto irregular em Passione. Era uma incógnita.

Mas vejo, no entanto, o quanto ela cresceu como Veruska. É uma personagem chave da novela, entrou em cena um tanto quanto séria e, a partir do momento em que se viu obrigada a fazer parceria com Nenê, acabou entrando na vibe bem humorada do folhetim.

.Nenê e “Veruskete” formam uma dupla de vilões trapalhados que somam aos outros já citados com demasiada frequência no Cena Aberta, como Otávio e Kiko.

Sem compromisso com a realidade, basicamente um desenho animado, Guerra dos Sexos tem essa vantagem. Diverte mesmo quando os personagens estão aprontando.

E a dupla merecia esse reconhecimento, mesmo que tardio! Especialmente pelas sequências dos dois escondidos e descobertos na casa de Nando e Juliana. Hilário!