In The Flesh: Assistam, por favor! S01E03 Season Finale/Series Finale (sem spoiler)

20 de abril de 2013 4 Por Endrigo Annyston

Ainda não há informações sobre uma segunda temporada de In The Flesh. Foram apenas três episódios, no entanto, acredito que a história já está contada. Os roteiristas não precisam de nada além disso.

Mas… seria uma grata surpresa caso encontrassem argumentos para levar a série adiante.

A questão é que, diferente de The Walking Dead que pode causar repulsa em quem assiste por conta das cenas chocantes, In The Flesh, além de ser o oposto, como dito em post anterior, ainda traz uma tremenda vantagem: o fato de ser muito próxima de nós.

Me vi pensando em nossa sociedade e no quanto as diferenças ainda são temas de discussões não apenas por conta do preconceito e sim porque muitas vezes há um final trágico.

Em In The Flesh temos preconceito contra o amor, contra seres que tiveram sua genética modificada mas que estão aptos a conviver entre os “normais”, e o preconceito que vem de dentro da própria família.

Não bastasse esses exemplos, ainda tem aquele comum em nosso dia a dia, a pessoa que não se importa, mas que para estar “bem” diante da sociedade, finge ser contra para estar “in”.

In The Flesh faz pensar e produções assim são super bem vindas.

Eu recomendo!


* não continue lendo se não quiser spoiler!

Fiquei realmente chocado com o destino de Rick. Era difícil imaginar o que Bill faria quando a ficha de que o filho também era um zumbi caísse, mas, em meus pensamentos, por ser seu filho, ele iria aceitar.

A cena em que Kieren encontra seu amor, desfalecido, é chocante demais. Chocante por ele estar morto e horrível porque… foi o próprio pai quem cometeu o crime!

O alívio vem no fato de que nem Kieren e nem a doce esposa de Bill lhe tiraram a vida. Outro justiceiro entrou em cena, dando um ponto final a tudo o que foi obrigado assistir naquele povoado.

Outro presente veio no desespero de Jem, querendo salvar o irmão em perigo, aceitando-o do jeito que ele é. O encontro entre Kieren e sua mãe na caverna onde viveu seu amor com o Rick, tendo como desfecho a bela cena em que seu pai coloca pra fora todas as suas angustias e, enfim, a família volta a se unir.

Uma segunda temporada nos faria entender o que aconteceu com Amy, a amiga maluca e super preparada para conviver entre os outros mesmo sendo excluída, humilhada. Foi na onda daquele video e… ???

Também seria uma boa oportunidade para Kieren mostrar como seria seu dia a dia, se conseguiria vencer aquele povo tão opressor, negativo.

Não sei se é possível chamá-los de alienados. São pessoas transformadas e que, sem tratamento, é comum o medo. Por isso acho que, mesmo vendo que ali já existia um ponto final, é possível continuar essa discussão.

Impossível não se emocionar ou se sentir tocado com essa produção. Um capricho do início ao “fim”.