Insensato Coração: Eduardo e Hugo e a morte anunciada

A respeito da morte do casal gay da novela Insensato Coração só tenho duas coisas a dizer: acho coerente e simbólico! Vou me explicar, vamos por parte.
Antes de ser acusado de homofóbico, leia o texto e veja porque acho coerente e simbólica a morte de Eduardo e Hugo. Aliás, acho o melhor final pro casal.

Acho coerente porque, afinal de contas, os personagens já “morreram” na trama e a própria emissora proibiu os autores de tocar em assuntos tabus por meio do casal como a lei anti-homofobia que tramita no Congresso. Portanto, se a emissora já os matou, faz sentido que IC também o faça.
E simbólico porque os dois devem morrer no dia que decidem assinar a união estável (rápido, né?) e sob as mãos de Vinícius, homofóbico declarado, com a significativa frase que bem vale pra emissora: “Veado bom é veado morto”!
* do internauta P Valente. do “TV Lá Em Casa”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*