Jornalista é agredida ao vivo durante o Jornal Hoje. Que tipo de “animal” faz isso?

Sabe quando alguém te conta uma piada idiota e você pede pra pessoa escolher um dedo e depois tira onda colocando-o embaixo do sovaco e faz uma cara de “dãããã”? Acho que nem isso cabe numa situação porque não se trata de piada e sim de uma agressão.

Eu sinceramente acreditava que esse tipo de “brincadeira” tivesse tido um fim. Começou naquele programinha de quinta, o Pânico, e tinha gente que achava divertido.

Mas eu nunca tinha tido conhecimento de algo parecido com isso: Monalisa Perrone foi empurrada pelos engraçadinhos.

Ou seja, caso de polícia.

Aí sim eu veria graça: quando assistisse esses imbecis sendo presos por algo tão idiota.

Acho que só quem já trabalhou em televisão para saber a dificuldade de se fazer uma passagem, pior ainda uma entrada ao vivo. E na Globo: o nervosismo, com certeza, é multiplicado por mil.

Tem que ter tudo na ponta da língua, não existe teleprompter, é decoreba mesmo.

Em algumas ocasiões quando são muitos os números os jornalistas até usam uma colinha, mas o grosso tem que estar na ponta da língua.

E aí que você já tem as distrações habituais: carros passando, pessoas atravessando a rua conversando, um papel voando por conta do vento, pássaros…

Antes faziam uma dancinha, o que já atrapalhava. Sério que agora também querem partir para agressão física?

Só pra aparecer na TV? Pra ficar famoso por algo tão imbecil?

O pior, insisto, tem gente que ainda acha graça!

Completando o que Sandra disse, é deselegante, agressivo, intolerável, extremamente desnecessário e de péssimo gosto.

Ver esse tipo de coisa faz aflorar o que há de pior na gente.

Ah, coloquei “animal” entre aspas para não ofender os bichinhos, nem eles merecem ser comparados com esse tipo de “gente”!

Veja que idiotice:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*