JR News aposta na interatividade e no debate para conquistar o telespectador

28 de maio de 2011 1 Por Endrigo Annyston

*Por Wander Veroni 


Com o objetivo de dar um novo rumo ao seu canal de notícias, a Record contratou Heródoto Barbeiro para apresentar um novo telejornal na Record News. Nesta segunda-feira (23/05), Heródoto estreou ao lado da bela Thalita Oliveira, o Jornal da Record News (JR News), às 21h. A novidade é que o novo noticiário possui transmissão simultânea pelo portal R7 e bastante interatividade com os telespectadores. De longe, é uma das melhores propostas nos últimos tempos. A oportunidade do internauta conferir os bastidores do telejornal minutos antes de entrar no ar, na hora do intervalo e após o seu termino na TV aberta – pela internet, é uma ótima sacada, o que aproxima o público que, muitas vezes desconhece, os bastidores de um noticiário televisivo.

Além disso, nesta semana de estreia, a página do Facebook do JR News tem rendido ótimos debates entre os internautas que participam ativamente, seja enviando perguntas ou comentando as pautas exibidas. Já pelo Twitter, o internauta tem enviado perguntas interessantes e colocou a hashtag Heródoto Barbeiro no trending Topics no dia da estréia do jornal. No entanto, por conta do tempo, os apresentadores ainda não estão sabendo administrar essa interatividade de uma maneira mais otimizada. Muitas perguntas ou comentários ficam sem serem aproveitados. Mas nada que o tempo não resolva….só de um telejornal abrir um canal tão direto com o público já é uma conquista e tanto.

Outro diferencial do JR News é o time de colunistas, das mais variadas áreas e opiniões. A participação deles, principalmente nesta semana de estréia foi muito rica….o telespectador que acompanha pela internet está  se identificando com essa proposta mais conversada e analítica do telejornal. Pena que a audiência da TV aberta ainda não está reagindo: por ora, fica na casa do 1 ponto de audiência, segundo o Ibope na Grande São Paulo. O grande problema está no acesso à Record News que – apesar de aberta, não pega em todas as cidades brasileiras. Além disso, pesa o fato das operadoras NET e SkY promoverem um boicote à Record News e se negarem a transmitir o sinal do canal de notícias da Record, mesmo após a inúmeros pedidos do público e esforço da Record para levar a Record News para a TV Paga.

O comunicado da Rede Record, que foi lido a exaustão em todos os noticiários da Casa, diz o seguinte: “Um esclarecimento aos telespectadores que tem telefonado para a Record: Você que é assinante da SKY e NET e quer acompanhar a estréia do novo Jornal da Record News, infelizmente não vai conseguir. É que essas duas operadoras se recusam a transmitir o sinal do canal de notícias, apesar dos inúmeros esforços do Grupo Record para que isso aconteça. A SKY e a NET optam por não transmitir a Record News para seus clientes porque têm ligação com as Organizações Globo”.

Creio que é muito válido a Record esclarecer isso ao público e, mais do que nunca, os consumidores/telespecatdores se mobilizarem em torno desse modelo atual da TV Paga que impõe uma cartela de canais guela à baixoo. Se o telespectador paga ele não deveria ter o direito de assistir o canal que ele deseja? Falo isso não só em relação a Record News, mas muitos outros que sofrem boicote. Enquanto isso, a internet vai ganhando cada vez mais terreno por ser um espaço mais democrático. Graças a Deus, o público tem alternativa!

________________________________________


*Autor: Wander Veroni, 26 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.