A Liga: Alimentação e o relaxo com a vida

23 de junho de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Ontem A Liga mostrou o que torna esse programa tão fundamental e necessário na TV brasileira, diferente do que foi visto na semana passada que em nada contribuiu para um debate sadio sobre a prostituição – apenas estimulou cabeças vazias a pensarem que é uma boa forma de “se dar bem na vida”.

O tema era alimentação. Parece comum ou um jeitinho Globo Repórter de ser, mas fez diferença.

O que me choca não é quem come demais ou quem pode comer e não o faz por motivos estéticos. Me desanima é ver uma mulher abandonada pelo marido criando sozinha CINCO filhos tendo 16 reais por dia para comprar alimentos para todos eles.

Gente, se você não tem dinheiro nem pra você vai colocar tanta criatura no mundo por conta de quê?

Ainda se fosse um caso raro, mas não é: é a dura realidade.

Sou a favor de um programa do governo não para dar dinheiro mensalmente e sim para um controle de natalidade, operando essas pessoas.

Acho uma total irresponsabilidade colocar gente no mundo já com o destino certo de sofrer e passar fome.

Já para A Liga, mais uma vez, uma salva de palmas!

::

Não disse que o programa é importante? Gera debate e faz pensar, isso é fundamental.