Lima Duarte emociona no quadro ‘O Que Vi da Vida’

Neste domingo, dia 04, Ariclenes Venâncio Martins conta, em participação no quadro ‘O Que Vi da Vida’ do ‘Fantástico’, como escolheu seu nome artístico quando foi trabalhar no rádio. Ao ligar para sua mãe para consultá-la, ela sugeriu que o filho colocasse o nome de seu guia de luz, pois assim ele seria muito feliz. “Ele se chamava Lima Duarte e sou obrigado a acreditar em milagres”, recorda o ator, emocionado.

Aos 82 anos de idade, Lima lembra os bons momentos de sua infância no interior de São Paulo, quando tinha que percorrer 20 quilômetros para chegar à escola, sentado em um cavalo que ganhou do pai. “Ele me aconselhava para, na escola, ficar com um olho na professora e com o outro no cavalinho”, diverte-se o ator. Com apenas 15 anos de idade, seu pai o expulsou de casa pois achava que ele já estava pronto para enfrentar a vida sozinho. Ele deixou então, sem nenhum centavo no bolso, sua cidade natal e foi em busca de novas oportunidades na capital. Lima conta como fez para se sustentar logo que chegou em São Paulo e revela detalhes sobre a paixão que viveu com uma judia francesa, 25 anos mais velha que ele. Durante a entrevista a Cláudio Manoel, o ator descreve ainda como foi compor seu primeiro personagem na televisão, o cangaceiro Zeca Diabo, em ‘O Bem-Amado’, de Dias Gomes. Ele lembra que o personagem – que estava previsto para ficar no ar por apenas quatro capítulos – fez tanto sucesso com o público, que durou até o final da novela.

Grazi Massafera é a ‘Repórter Por Um dia’ do ‘Fantástico’ desta semana. A atriz, que no filme “Billi Pig” interpreta uma dondoca sem talento que sonha em virar uma atriz de sucesso, apresenta para o público a rotina de testes de atores. Ela visita uma agência de recrutamento de atores e mostra o trabalho de estudantes de uma oficina de teatro carioca.

No quadro ‘Quem é meu Pai?’, o repórter Marcelo Canellas acompanha duas novas histórias. No primeiro caso, Rodolfo – educador social de uma grande empresa, que vive em Maceió – espera o reconhecimento de paternidade há 22 anos. Já Eddye, que foi criado pelos avós paternos e cresceu sem estudo e sem nenhum registro nos documentos, resolve finalmente lutar pelo reconhecimento de seu pai biológico e descobre que ele vive no interior da Bahia e tem mais cinco filhos.

Ainda neste domingo, dia 04, o segundo episódio da série da BBC ‘Planeta Humano’ apresenta novas situações extremas enfrentadas pelo homem em busca da sobrevivência. No episódio desta semana, grupos que tiram seu sustento dos topos das árvores, localizados a até 40 metros do chão, mostram como funcionam suas rotinas na floresta. Os telespectadores conferem, por exemplo, imagens de índios da floresta Amazônica que caçam macacos para se alimentar. E integrantes de outra tribo na Venezuela que têm a caranguejeira Golias, a maior aranha do mundo, como um de seus pratos principais. Eles garantem que os aracnídeos são um aperitivo delicioso.

O ‘Fantástico’ vai ao ar aos domingos, logo após o ‘Domingão do Faustão’.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*