Meia Noite em Paris é bacaninha, nada mais que isso

Dos longas indicados ao Oscar que vi até agora, esse é o mais fraquinho.

Descrito como uma comédia romântica, Meia Noite em Paris de Woody Allen não me fez rir. Nem esboçar um sorrisinho amarelo.

Não chega a ser ruim, mas esses encontros com intelectuais e artistas da década de 20 quando o relógio marca meia noite, é boring.

Tão boring quanto a vida real de Gil.

Comédia romântica me faz pensar em produções como O Casamento do Meu Melhor Amigo, geralmente nos fazem vibrar além de dar boas risadas. E são muitas as comédias, mesmo fraquinhas, que conseguem esse efeito.

Pode ser o estilo do diretor, um gosto diferenciado de quem aprecia, a questão é que eu não vi tantas qualidades em Midnight in Paris a ponto de ter indicação ao Oscar.

Meu ponto de vista, sem pedradas, please! rs

* Woody Allen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *