Men of a Certain Age: Sim, lista de imperdíveis (1X04)

1 de agosto de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Acho que sim, definitivamente Men of a Certain Age entra para a lista de séries imperdíveis.

Depois da crítica inicial relacionada ao primeiro episódio essa produção só fez crescer. Os personagens centrais foram se desenvolvendo, ganhando vida e, dessa forma, um episódio foi se tornando melhor que o outro. Hoje já é difícil destacar apenas alguns pontos.

Com o crescimento dos personagens já é possível analisar um a um separadamente.

Terry, por exemplo, é o solteirão “irresponsável” que achou que poderia não ligar de volta após um encontro e tempos depois ainda encontraria aquela mulher ali, esperando por ele. Não, seguiu a vida – mas ainda assim teve uma recaída. Acho que é por isso que ele acha que pode não ligar, no final tudo dá certo, né?

Mas de toda forma esse espírito “livre” soube lidar como adulto quando informado que Sonia mantinha um relacionamento com o professor enquanto ainda era casada com Joe. Já Owen, bem, ele garantiu os melhores momentos do episódio bancando o investigador e, por fim, bancando o “amigo traído”.

E eis que Joe antes de saber toda a verdade já tinha se enfiado na bebida até não se aguentar em pé, né? Jantarzinho “romântico” com um amigo, invadir a piscina do hotel que estava fechada, roubar uns salgadinhos, zombar com a câmera que filmava tudo e ainda detonar a piscina da velhinha.

Acredito que foi por já ter extravasado antes é que agiu até melhor que Owen ao saber da bomba.

Em resumo, cada vez mais novos conflitos surgem na vida desses homens. E o que a gente sabe é que realmente o “pega pra capar” que torna uma produção interessante, então… ponto para Men of a Certain Age!