Morde & Assopra: típico caso de obra aberta

Autores, produtores e maiores envolvidos numa grande produção que é a novela, utilizam deste termo. A tradução é a seguinte: caso não venhamos conseguir o objetivo (audiência) a trama será mudada para agradar ao público. A trama de Walcyr Carrasco acaba se tornando um ótimo exemplo sobre isso. A novela que vemos ao ar hoje é muito diferente da que existia no começo. Personagens saíram, alguns núcleos foram deixados de lado, outros ganharam mais destaque, novos personagens entraram e agora as tramas começam a se adiantar em seus desfechos.

Veja alguns exemplos:

Alguns atores que saíram da produção, já que seus personagens não tinham destaque e faltava algum gancho que os ligasse a algo importante na trama: Ana Rosa (Dinorá), Cláudio Jaborandy (Nivaldo), Tarcísio Filho (Delegado Pimentel, assassinado na trama, criando o mistério “Quem matou?”), Luana Tanaka (Keiko, saiu para que se desenvolvesse outras possibilidades ao seu par romântico, Wilson, interpretado por Max Fercondini). 

Nívea Stelmann e Rodrigo Hilbert já estão tendo o seu final antecipado para evitar o desgaste na história a tornando desinteressante.

Novos personagens continuam entrando, o mais recente é o Médico Tadeu (Raphael Viana) que talvez venha a formar um triângulo amoroso junto aos protagonistas.

O núcleo do salão de beleza foi praticamente esquecido. Poucas vezes aparece, tem cenas curtas e também não interferem em nada no andamento da novela.

Apesar das várias reviravoltas, a novela continua sendo atrativa ao público. Personagens como Dulce (Cássia Kiss Magro), Júlia (Adriana Esteves), Alice (Marina Ruy Barbosa) e Naomi (Flávia Alessandra) tanto robô como verdadeira, chamam a atenção pela interpretação e também pela história que cada uma carrega.

O autor está sabendo mudar e guiar a sua história para que não ande em círculos ou se torne maçante. Talvez no começo a trama estivesse confusa e carregada de personagens que não estavam bem adaptados a história, mas como toda obra aberta, a produção vai melhorando e tentando agradar ao telespectador da melhor forma possível.

* do internauta Guilherme Rodrigues do blog Espaço Opinativo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*