MTV Brasil: Único caminho é a renovação

Passei minha juventude na MTV, assim como muitos de minha geração. 18h não era hora de novela das seis, era o momento de os jovens arrancarem os cabelos votando em seus ídolos no Disk MTV. Eu sou geração Sarah Oliveira e Sabrina Parlatore, que, em minha opinião, passaram pela melhor fase do programa.

Além do Disk, gostava do Pé na Cozinha da Astrid Fontenelle, Top 20, os Luau, Acústicos…

Era um período em que os clipes estavam em alta, todos os cantores e grupos musicais produziam, dentro e fora do país. Os clipes abriam o Fantástico e tinha atrações veiculando os videos na Manchete, Band, TV Gazeta, Rede TV e cia.

Aos poucos, com a expansão da internet, todos eles foram sendo limados da grade de programação dos canais. Até o Disk rodou.

Com o tempo a MTV deixou um pouco a música de lado e investiu em humor. Curiosamente, o Multishow, outro canal de música, passou a apostar em séries, também tendendo para o humor.

Com o desinteresse do público por clipes e música, tentaram resgatar o telespectador com outras opções. E se deram bem.

Mas a MTV sofreu um duro golpe perdendo suas estrelas para a concorrência e isso fez intensificar os boatos do fim da emissora.

Fim ou… recomeço?

Vi como interessante a ideia de devolver a marca MTV à Viacom e lançar um novo canal.

É complicado, vai ser como nascer do zero, mas pode dar certo. Se música não funciona mais, se o mercado está restrito a alguns poucos cantores que fazem sucesso e são vendáveis – além de conseguirem gerar audiência na TV – o negócio é partir pra algo que chame a atenção de quem está do outro lado da telinha.

A MTV apostou em série e se deu bem com A Menina Sem Qualidades, deve estrear outra produção em breve. Quem sabe humor e dramaturgia seja um novo nicho a ser explorado pelo antigo canal musical?

One thought on “MTV Brasil: Único caminho é a renovação

  1. Nunca assisti a MTV na minha vida. Primeiro que ela nunca pegou na TV aberta aqui em casa. E depois no período em que esteve na Sky nunca dei bola. Tenho tanta intimidade com a MTV que tenho com a TV Gazeta, nenhuma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *