Mulheres de Areia e dois atores espetaculares

Eu já tinha destacado o trabalho de Glória Pires há um tempo atrás. Na ocasião falei do brilhantismo de Glória ao conseguir fazer duas personagens totalmente diferentes e por continuar mandando bem quando Ruth se fazia de Raquel e vice-versa.

Agora isso fica ainda mais evidente com Ruth assumindo totalmente o papel de Raquel. Ela imita perfeitamente a irmã e, ainda assim, você percebe o esforço da atriz para que diferenças sejam perceptíveis e, portanto, fique visível que continua sendo a Ruth.

Poucos atores conseguiriam esse resultado.

Mas eu disse dois atores espetaculares, certo?

Eu desconheço outro grande papel de Marcos Frota. Ele faz pouca TV e, quando faz, bem, ele não conseguiu em outro personagem a mesma grandiosidade de Tonho da Lua. Até conseguiu algo interessante com Jatobá em América, no entanto, sua vida amorosa com Carolina Dieckmann sempre foi mais noticia que sua atuação.

Tonho, entretanto, é um achado, um caso de entrega total como o de Glória. Ele viajava completamente na maionese, se permitia. Poderia ter criado um personagem trash, não é o caso. DaLua é adorável, rolo de rir quando ele entra em cena.

Esses dois atores somados a outras deliciosas interpretações como a de Laura Cardoso e Raul Cortez fazem valer a pena rever pela terceira vez essa obra de Ivani Ribeiro.

Algumas tramas a gente malemá consegue assistir a primeira exibição… #aicomoeutobandida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *