Mulheres Ricas: Muito Vinho, Gold e Brilho (2×04)

30 de janeiro de 2013 0 Por Endrigo Annyston

Com uma festa mais interessante, com convidados mais do que conhecidos, o que reinou foi a amizade entre eles e a maneira com que as coisas foram expostas, deixou tudo mais tranquilo. Só que a todo instante eu fiquei esperando que Luizão fosse reclamar de algo, mas foi legal.

A interação entre Mariana e Andréa foi natural, mesmo que pareça que tinha algumas de doses de remédios a mais, e isso ajuda na nossa identificação com as duas. O momento em que Andréa se aproxima de Vampeta foi engraçado e suave, e ainda rendeu uma citação a Carlos Alberto de Nóbrega, ex-marido da rica.

Os momentos intensos para criar preocupação na festa não deu a urgência necessária e como sempre com alguns “personagens”, ficou MUITO teatral. Coisa a se acostumar, como foi o caso de ver o maquiador de Mariana andando atrás dela e parecendo doido para entrar em cena.

O momento em que Luizão faz uma declaração para todos os amigos presentes na festa, mas principalmente para Devo, ficou a sensação de que ele diria algumas palavras para Mariana, mas nem um agradecimento por juntar todos ali ele fez. Óbvio que ela ficou magoada, mas soube disfarçar muito bem.

Mudando o ambiente, Val saiu com Duda e Flávia, mas disso não dá para tirar nada, a não ser alguns “hellôw” e muita atuação bizarra. O engraçado é que Val consegue em alguns momentos tirar essa máscara e falar com sinceridade e até comover um pouco, mas logo coloca banca e não tem como não vê-la como uma péssima atriz.

Agora, os momentos em Lisboa entre Cozete e Aeileen foram gostosos pela paisagem, mas tudo artificial, a não ser as caretas da mais jovem vendo algumas coisas que sua “mentora” aprontava. Só que quem rouba a cena é Erika, pois em cada ligação que a filha faz, consegue mostrar o tom de reprovação e como não gosta da amizade da filha com a nova Brunete.

Sim, Cozete é a nova Brunete, e não é só nos nomes que rimam, mas também nas plásticas e na procura de homens mais novos. Impossível não rir da rica sendo cantada por um rapaz, enquanto tenta a todo custo puxar Aeileen para o seu lado, só que esta só queria desaparecer e curtir, deixando a colega se virar.

“Tô numa fase gold, tô numa fase brilho…” – Cozete

Os vinhos caríssimos deram um toque especial, mesmo que daqui tenha ficado alto com tanta bebida que tivemos neste episódio, mas o que roubaram o glamour foram os relógios de milhares de reais e cada um mais lindo que o outro.

Entre uma loucura e outra, entre um elevador preso e a dor de barriga, Narcisa esteve livre, leve e solta como sempre, e complemente maluca. Seus momentos foram engraçados e muito leve ao lado de Ricardo Rique.

“Mulheres Ricas” a cada episódio nos dá uma dose de tarja preta para aguentar tanta coisa estranha, e isso se agrava se parar para pensar que Val esteve bem em seus comentários, mas quando é para mostrar sua vida fica um porre.

Danilo Artimos
Episódios Comentados
– @DanArtimos
– @EpiComTV