No caminho do trem, a fuga de Santa Maria Madalena

1 de janeiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Dolores Gonçalves/Dercy (Heloísa Périssé) sentia que precisava ir embora de Madalena. A cidade era pequena demais para os seus sonhos, que ultrapassavam o oceano. Foi quando apareceu a companhia teatral Maria de Castro. Dolores ficou encantada com o ator bonitão Eugênio Pascoal (Fernando Eiras), e, ao vê-lo, decidiu chamar sua atenção cantando bem alto no meio da rua. O ator foi cumprimentá-la e, sem saber, disse a frase que mudaria seu rumo: “Você devia ser artista!”. Aquilo era o que a jovem precisava ouvir. Dolores não pensou duas vezes, arrumou as malas e embarcou no trem junto com o ator e a companhia de teatro. Pascoal não entendeu nada quando a viu, ali deitada ao lado dele, apenas sorriu.

Porém, antes do trem partir, os planos de Dolores quase foram por água abaixo.Um policial interrompeu a viagem e levou o ator e Dolores para a delegacia, onde deveriam esperar o pai da moça. Apesar das tentativas de Pascoal de explicar que mal se conheciam, a jovem insistia que eles haviam tido uma relação íntima. Diante dos fatos, Manuel (Walter Breda) consentiu a viagem. Mas avisou a Pascoal que ele teria que cumprir com suas obrigações, ou seja, casar com Dolores! E assim foi feito.

Foi nos caminhos do trem que Dolores se apaixonou por  teatro e fez dele seu refúgio. Monta cenário, abre cortina. Desmonta cenário, fecha cortina. Aplausos. E eles seguiam viajando.

‘Dercy De Verdade’ é uma minissérie com autoria de Maria Adelaide Amaral, baseada na obra DERCY DE CABO A RABO, da própria autora, colaboração de Leticia Mey, e direção geral e de núcleo de Jorge Fernando. O programa da Rede Globo tem quatro capítulos, com estreia marcada para o dia 10 de janeiro de 2012.