Nova temporada de Malhação já chega ultrapassada

19 de julho de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Depois do fiasco que a atual trama de Malhação registrou no ibope, exatamente, tudo será renovado: elenco, direção, cenário e autores. Contudo, o novo enredo já se mostra atrasado antes mesmo de sua estreia. Pelas informações disponíveis, o foco ficará em torno de um jovem aspirante a jogador de futebol, que se transferiria para o futebol europeu, porém, se lesiona e a contratação não vai para frente.

Pois bem, o atleta passa a freqüenta o colégio de classe media alta e conhece uma garota mimada e, como o esperado é aquele ódio a primeira vista, que numa segunda experiência resulta em amor. Bem, a história de sempre. Os protagonistas deverão ser Guta Gonçalves, a Débora de Cama de Gato e João Baldasserini, o Tulio de Tempos Modernos.

Primeiro, o assunto: futebol. Tudo bem que o Brasil é o país do futebol, contudo, em ano de Copa do Mundo, o tema não deveria ter sido veiculado antes do Mundial? Com os jogos terminando às 17h30min, seria o ideal para alavancar a audiência do folhetim adolescente. Outra bola fora… Por que a insistência em escalar atores muito mais velhos para viverem adolescentes? Guta Gonçalves tem apenas 17 anos e está na faixa etária adequada, já João Baldasserini tem nada mais do que 25 anos. Com tantos jovens atores se destacando, qual a justificativa para a escolha?

Até pode ser normal no Brasil e no exterior essa mania de marmanjos se passando por garotos, entretanto, não engana mais ninguém. Muito pelo contrario, nos encontros com adolescentes para formulação de roteiro e elenco do elogiado filme teen “As melhores coisas do mundo”, a exigência foi unânime: se o personagem tem 15 anos, que o ator tenha a mesma idade. E a dica foi aceita pela produção do filme, que arriscou ao escalar atores inexperientes para os papéis principais e acabou reconhecido como “o retrato da geração anti-Malhação”.

Malhação precisa sair da área de conformo e instigar seu público alvo, é o momento de inovar também na trama central e, melhorar, principalmente, o nível dos diálogos e dos próprios atores. No entanto, nas audições o que ficou evidente era a prioridade na escalação de um elenco de beldades, o talento pode ter ficado para segundo plano, digamos, como o critério de desempate no futebol.

Pena para a nova Malhação, que chegará  ao ar ultrapassada e sendo mais do mesmo. Ponto para Escrito nas Estrelas e as histórias do bailarino Mauro (Bruno Pereira), que sofre com o preconceito de amigos e do próprio pai e da rebelde Vanessa (Marina Ruy Barbosa), que demonstram como é simples articular e mostrar uma boa trama adolescente adolescente.

* Por Cristina Possamai, 22 anos, estudante do último semestre de Jornalismo da Faculdade Satc, de Criciúma, Santa Catarina.