Novas Famílias do GNT é bacaninha mas pode cansar

Estreou um dos programas da nova leva de produções do GNT para 2012.

Novas Famílias retrata exatamente o que o título propõe: a quantas anda a vida de famílias onde os filhos são criados por madrastas/padrastos, apenas um dos pais, pais homossexuais, adotivos e etc.

No primeiro programa, duas famílias. Gostei muito da segunda, a do Fernando de 66 anos.

Recomeçou a vida, encontrou uma nova esposa e decidiram que era chegada a hora de um novo membro.

E esse novo membro, vergonhoso, enfrentou dificuldade para dar nome a todo mundo que tava por ali entre cunhados e sobrinhos.

Eu faço parte dessas “novas famílias” e é bem fácil a gente criar identificação.

Mas é um formato assim onde, aparentemente, a gente não participa. Tá tudo ali, pronto, sabe?

Não é como a SuperNanny que tenta ajeitar a casa. O Novas Famílias apenas nos mostra como elas são.

Obviamente que logo irão encontrar uma tchurma cheia de conflitos, entretanto, acho difícil o formato ter vida longa. Por isso no pacote inicialmente a produção tem apenas cinco episódios.

Contudo, devo dizer, vale assistir!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*