O Astro e uma magia que apenas três novelas conseguiram na última década

E teve quem fizesse aposta aqui no Cena: depois dos últimos acontecimentos, minha nobre pessoa veria o final de O Astro? Ou pularia fora como fiz com Morde & Assopra, Insensato Coração, Passione e cia bela?

Eu nunca tive dúvidas sobre isso. É certo que fiquei uns dias sem seguir, abandonei total, mas voltei e finquei as garras.

E hoje coloco O Astro na mesma categoria de outras duas novelas que me marcaram demais nos últimos dez anos, histórias que me fizeram vibrar, chorar, espernear, enfim, eu vivi intensamente essas histórias como se fosse parte delas.

Elas são: Essas Mulheres, da TV Record, e a novela da minha vida, A Favorita.

Depois do espetáculo que eu vi ontem seria impossível desistir.

O que era Rosamaria Murtinho e Rodrigo Lombardi, pelamordeDeus????

A expressão facial deles, uau! Aquele jogo de câmeras, Herculano conseguindo visualizar as coisas e encontrando respostas, Tia Magda tensa e com uma cara maquiavélica ao mesmo tempo. Tensão pura!

Vi gente tirando onda no Twitter, chamando O Astro de Os Mutantes.

Sabe quem pega o barco andando e quer dar tchauzinho? Falo de pessoas que adoram aparecer em finais de novela. E O Astro, assim como A Favorita, não é uma história em que você pode deixar de assistir alguma coisa e ainda assim estar no clima.

É uma montanha russa onde você pode até fechar os olhos, mas você está ali, envolvido e segurando a onda.

Uma onda que permitiu uma personagem mais mexicana que a das novelas da Televisa (Clô Hayalla), cenas fora do normal como o julgamento de Neco ou a morte de Natal e, agora, Herculano virando pássaro.

Pra quem embarcou na fantasia foi um prato cheio.

Hoje acordei e em minha cabeça tocava “minha pedra é ametista e minha cor o amarelo…”.

Se Vênus permitir, não perderei esse último capítulo por nada no mundo.

E sentirei uma saudade absurda de meus personagens queriiiidos, adorados!! Meu coração está dilaceraaaaaaado, porque querem acabar com minha novela seus mooooooonstros?



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *