O cangaço mágico de Flor do Caribe

20 de fevereiro de 2013 0 Por Endrigo Annyston

Basta escutar, ainda que de longe, o sino e o balido de Ariana, avisando que está chegando em Vila dos Ventos, para a freguesia surgir de manhãzinha nas portas de suas casas com as canecas nas mãos. Logo atrás vem Candinho (José Loreto) dando bom dia para o povo e oferecendo o leite da cabrinha.

Amigo de Ariana, Candinho sofre sempre que a espevitada cabrinha decide dar uns passeios e sumir de sua vista. Um adulto com alma de criança, fantasioso e imaginativo, o pastorzinho conversa e entende o que Ariana quer dizer, fato sustentado por sua avó Veridiana (Laura Cardoso) e por seus irmãos Lino (José Henrique Ligabue) e Dadá (Renata Roberta).

Neta de sertanejos sobreviventes das grandes secas do século passado, dona Veridiana é uma mulher de fibra que cria sozinha os netos no sítio onde cresceu. Capitã dessa família, ela leva todos na rédea curta, especialmente Dadá, que é doida para se casar, e Lino, a quem ela ajuda a esconder os dotes de rendeiro de mão cheia para que “o povo não pense mal do rapaz”. Veridiana nunca perdoou a filha Maria Adília por ter abandonado as crianças aos seus cuidados e faz mistério sobre quem seriam os pais dos meninos.

‘Flor do Caribe’ é uma novela de Walther Negrão com direção de núcleo e geral de Jayme Monjardim e direção geral de Leonardo Nogueira. A próxima novela das seis tem estreia prevista para 11 de março.