O caso da troca de apresentadores do JG

15 de fevereiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Dias atrás aquela fulana sem credibilidade do R7 soltou nota dizendo que a Globo estuda tirar Christiane Pelajo e William Waack do comando do Jornal da Globo.

Segundo a “jornalista”, Renata Vasconcelos deve ocupar a vaga.

Não acredito em absolutamente nada disso, no entanto, semana passada estava assistindo ao Jornal da Globo e pensei:

“Esse Waak não tem 1% de simpatia e a Pelajo tá parecendo o André Marques, enorme na tela”.

E visualizei, sim, que é o momento de alterar o comando do telejornal. Mas não pensei em Vasconcelos e sim em Ana Paula Araújo. Sem parceria.

A jornalista se destacou em coberturas do Rio de Janeiro, virou aposta no Jornal Nacional e, por merecimento, é a melhor opção para os finais de noite da emissora. Já era um nome interessante para a vaga deixada por Fátima Bernardes.

A verdade é que o JG nunca mais foi o mesmo após a saída de Ana Paula Padrão. A recente dança das cadeiras é uma boa desculpa para mais essa alteração.