O Espião que sabia demais é confuso e entediante #oscar2012

10 de fevereiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Ontem tentei assistir esse longa, mas não passei dos 37 minutos. Não estava entendendo nada e me culpei, achei que talvez eu estivesse cansado. Resolvi tentar de novo hoje.

E “O Espião” continuava confuso. E devagar. Entediante. Escuro.

Eu acho que faltou organizar melhor esse roteiro ou simplesmente contar a história de uma outra forma. Várias coisas aconteciam ao mesmo tempo e é complicado juntar as peças.

A gente não sabe pra quem torcer, o que pensar. Como disse Rubens Ewald Filho, “vemos tudo de fora”, não dão espaço pra gente se envolver.

Além disso, sinceramente, apesar de reconhecer Gary Oldman como um excelente ator, não compreendo porque ele foi indicado como melhor ator. Não vi nada demais no ator neste filme.

Aliás, não vi nada na produção como um todo. Boring.

+ Gary Oldman