O fim do Tudo é Possível foi mesmo o ideal para Hickmann?

Se eu fosse Ana Hickmann bateria o pé e seguiria a frente do Tudo é Possível na Record. O fim do programa foi um erro na carreira da loira.

Não que eu goste dela ou de sua atração, que era tão ruim quanto boa parte da programação da Record.

Penso, no entanto, que o Programa da Tarde não terá vida longa. Não dá audiência, não repercute e ainda perde para as reprises do SBT.

Disseram que seria um formato incrível, que investiram milhões e o resultado não é bem esse.

Vai demorar mais quanto tempo para começarem as reprises de reportagens, como faziam no antigo Programa da Tarde e no Tudo a Ver, que vive sendo cancelado e, após um período, volta a grade?

O Tudo é Possível, portanto, lhe garantia mais segurança.

A questão é que não existe gente capacitada na Record. É sério.

Como um programa pode ir mal concorrendo o Domingo Legal, que é horrível, e para Aventuras do Didi? Precisa ser muito, muito pior.

Ana Hickmann e Brito Jr eram felizes e não sabiam. Ela, só aos domingos, e ele em temporadas de A Fazenda.

Arrumaram um abacaxi para descascar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *