Os 17 já tem uma nova ganhadora

Quando Patrícia Pillar foi chamada para interpretar Flora em A favorita (2008/2009) talvez soubesse, devido à vasta experiência, que estava para realizar um personagem totalmente diferente, numa história original aos padrões que estamos acostumados a assistir, mas o sucesso foi tão grande, a repercussão pelo conjunto da obra e principalmente a sua brilhante atuação, que resultou em 17 prêmios de melhor atriz pelo seu desempenho. Hoje numa mesma história de João Emanuel Carneiro, uma nova atriz brilhou tão intensamente quanto Patrícia e tem todo direito e mérito a faturar o reconhecimento: Adriana Esteves.

Carminha assim como Flora é uma vilã para entrar na história. É possível sim reconhecer outros personagens que Adriana já interpretou em Carminha, mas é a junção de tudo de bom que possa servir de bagagem para a criação de Carminha. Seu cinismo, os momentos que incorpora a matriarca da família que preza pela moral dos bons costumes, quando faz a devassa seja com Max ou Lúcio, o importante e diferencial é esse humor que é passado acompanhado dos momentos de atrocidades que não nos deixa esquecer quem é a vilã ali. Adriana salva a novela quando começa a andar em círculos e não resolve logo seus mistérios.

Acompanhada de um ótimo autor, diretores competentes e companheiros na atuação, Adriana Esteves merece até mais que 17 prêmios, merece ser lembrada por mais uma excelente atuação que sem dúvida lhe garantirá outros ótimos papéis. Se em entrevista as páginas amarelas da Veja João Emanuel Carneiro dizia que bom que seus trabalhos não precisavam de um elenco numeroso por não ser um autor tão conhecido e de longa carreira na casa, hoje o sonho de qualquer artista é de participar de uma produção de sua autoria e quem sabe conquistar um personagem tão marcante como Carmen Lúcia.


 * por Guilherme  Rodrigues, estudante de jornalismo da UNITAU



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *