Os heróis da TV Brasileira

31 de janeiro de 2013 0 Por Endrigo Annyston

No ar mais um campeão de audiência. No caso, campeões que fazem milagre.

Quando falamos de TV, é comum tratar sobre o efeito cascata, programas que registram bons índices de audiência e contribuem com a atração seguinte.

Há casos, no entanto, dos que pegam no traço ou índices insignificantes e pontuam muito bem, mesmo sem ajuda nenhuma.

Veja bem, Da Cor do Pecado estreou como um fiasco no Vale a Pena Ver de Novo e atualmente, com trezentos capítulos compactados em um, anda chegando a 17, o ideal para a faixa. E olha que recebe em baixa do Video Show, em sua pior fase televisiva.

Os filmes qualquer coisa da Sessão da Tarde derrubam tudo e ficam na casa dos dez. Aí entra a Malhação e, suando, já que tem cerca de meia hora do ar, consegue fazer seis pontos de diferença. A partir daí, na Globo, começa o efeito cascata: uma novela vai melhorando a audiência da outra.

Olha o caso do SBT. Na terça-feira Carrossel cravou 13 pontos e Ratinho fez os números da emissora caíram para seis, menos da metade. O Cine Espetacular fez milagre e foi a oito.

Na mesma emissora, Jamais Te Esquecerei já chegou a míseros dois. A Usurpadora tem que ralar o tchan pra fechar com seis, sete. O Quem Convence Ganha Mais derruba tudo de novo.

E quando nessa conversa entra o assunto religiosos?? Pessoal da Band e Rede TV, por exemplo, precisa operar verdadeiros milagres pra fazer a faixa nobre sair do traço, dentre outras faixas da programação, já que, no caso da Rede TV, cerca de 12h o dia são dedicadas a “sacolinha”.

Né brinquedo não…