Os Maias: Apaixonado, de novo s2

A TV tem o texto que é bom, o texto inteligente, que comentei outro dia, e o mais elaborado, o texto poético. Esse é mais incomum, a TV aberta tenta abranger todas as classes e um diálogo mais sofisticado acaba afugentando o público que ou não compreende ou não tem paciência para algo mais difícil.

Bom, estamos num tempo em que o telespectador dificilmente vai com a cara de uma mocinha, as vilãs fazem a festa.

Mas esse texto que faz suspirar, como uma bela poesia, faz falta.

Coloco Os Maias na mesma categoria de Essas Mulheres, telenovela que sempre comento. Cada palavra faz diferença, cada suspiro, troca de olhares…

É aquilo que chamamos de obra prima. E a TV pode, mesmo que de vez em quando, fazer algo assim.

Dez anos depois Os Maias volta a apaixonar.A história de Maria Eduarda e Carlos Eduardo, amor proibido sem que eles saibam que o é, encanta em plena entrada da madrugada.

É o tipo de produção que eu lamento a baixa audiência. É por isso que poucas vezes podemos apreciar algo de tão bom gosto.

Por sorte o Canal Viva está por aí, distante da briga entre as TV´s abertas.

Um vale a pena ver de novo que faz mais sentido que o da TV Globo.

Ai que ninguém volta a que já deixou… ninguém larga a grande roda, ninguém sabe onde é que andou!

s2

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*