Passione é tão chata quanto Viver a Vida

27 de junho de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Eu sinto como se ainda estivéssemos assistindo a telenovela de Manoel Carlos: por algumas qualidades acabamos tendo que levar todo o pacote.

Os capítulos de Passione são arrastados e sem grandes acontecimentos e, quando muito, uma ou duas cenas fazem diferença.

Não que a novela seja ruim ou que não tenha potencial para mais, o que acontece é que como em Viver a Vida parece que o negócio não anda de jeito nenhum.

Fique alguns dias sem assistir e faça o teste: tudo continua na mesma, tirando uma coisinha de nada ou outra.

Neste sábado, por exemplo, fora a cena entre Olga e Clara, o que mais teve na novela? Absolutamente nada.

Aliás, tem algo sim: telespectadores frustrados, mais uma vez.