Pelé não é Rei por acaso!

No Esporte Espetacular de domingo na TV Globo, passou mais uma vez uma reportagem sobre Pelé, e de novo fiquei surpreso. Semanas atrás, o mesmo programa, contava a historia que se formou Professor em Ed. Física e diferente de hoje nas faculdades tinha que ter habilidades para entrar. Era perfeito em quase tudo, só não sabia nadar.

Na reportagem desse domingo, contou que Pelé já fez parte do Exército Brasileiro, que entrou para os imortais e recebeu um busto em vida, pela trajetória e por momentos de como ficou conhecido.
Quando Pelé entrou no serviço militar, já era conhecido nos campos de futebol e não teve regalias, disse ele. Ganhou o apelido de Comandante da Paz quando foi jogar pela primeira vez, junto com o Time do Santos, no Congo em 1969, no meio de guerra entre cidades vizinhas e fez parar por alguns dias.

Outra vez foi em 1975, jogando um time de fora, juntou no mesmo estádio, cristãos, muçulmanos e judeus, e fez com que demorasse mais um pouco pra estourar uma nova Guerra.
Em Roma, Itália, na década de 90, mais uma vez Pelé jogando pela Paz, fez lideres da Palestina e Israel se juntarem no mesmo jogo, algo impressionante.

Não conhecia essa parte da Historia do Pelé, pensava que é Rei por saber jogar e me enganei. Depois que acabou a reportagem e impressionado com tudo que tinha visto meu Pai ainda fala: – “Ele não era bom porque jogou com os piores, foi bom no meio dos melhores…”

Ai, chegamos a uma conclusão, diferente do que acontece sempre por aqui no Brasil, o “Cara” esta sempre homenageado em vida e mostrando por é Rei do Futebol e conhecido no MUNDO todo. Faz quando tempo que ele não joga mais futebol, quantos por aqui já apareceram e nenhum ate hoje não tem a mesma historia que ele.

* do internauta Raf.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *