Polêmicas do Enem abalam a credibilidade da prova

13 de novembro de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Wander Veroni* 

Não deu outra: o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) se tornou um dos assuntos mais comentados da semana. Assim como no ano passado, uma nova polêmica toma conta do exame. A prova que, atualmente, é usada para muitos vestibulandos adentrarem em Universidades ou conseguirem bolsas de estudo teve a credibilidade mais uma vez abalada. Dessa vez, por conta dos erros de impressões em 21 mil cadernos do exame do tipo amarelo, a Justiça Federal resolveu suspender o exame na segunda-feira (08/11), um dia após aplicação.

A decisão veio por parte da juíza da 7ª Vara no Ceará, Carla de Almeida Maia, que acatou uma liminar do MPF (Ministério Público Federal) sob o argumento de que o erro na impressão das provas prejudicou os estudantes que fizeram a prova em cadernos do tipo amarelo onde haviam questões repetidas, páginas duplicadas e em branco.

Poucos dias depois, nessa sexta-feira (12/11), o Enem voltou a valer. O Presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, desembargador Luiz Alberto Gurgel de Faria, suspendeu a liminar concedida pela Justiça Federal no Ceará de suspender a divulgação do gabarito do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio). O desembargador atendeu um pedido do Inep, cuja aplicação de uma nova prova traria muitos prejuízos aos estudantes coincidindo com vários outros vestibulares. Apenas os alunos prejudicados, a principio, farão novamente o Enem.

O vai e volta na suspensão do Enem coloca em debate muitos pontos: um deles é o modelo de prova cansativo com enunciados grandes para as questões. Outro ponto muito discutido é a logística da prova, colocando estudantes que moram em determinada região tendo que fazer a prova, praticamente, do outro lado da cidade.

No ano passado, quando as questões do Enem foram fraudadas a prova passou pela sua maior crise de credibilidade. E esse ano, os erros na impressão nos faz questionar o porquê dos erros permanecerem. Em meio a toda essa crise, será que não é hora de repensar o Enem antes que seja tarde demais? #Ficaadica

________________________________________

*Autor: Wander Veroni, 25 anos, é jornalista pós-graduado em Rádio e TV, ambas formações pelo Uni-BH. É autor do blog Café com Notícias (http://cafecomnoticias.blogspot.com). Twitter: @wanderveroni / @cafecnoticias.