Ponto de Vista: Escrito nas Estrelas aprofunda o espiritismo

Escrito nas Estrelas é um presente para os fãs de telenovelas. Em meio a tantas opções apenas a trama de Elizabeth Jhin se salva. Não pela originalidade, mas por ser uma delícia de assistir.

Apesar de não ser uma abordagem nova, o folhetim tem lá suas vantagens e diferenças quando comparada a outras novelas que trataram sobre a espiritualidade, como A Viagem e Alma Gêmea. É mais completa.

Elizabeth leva ao telespectador de forma leve e sem chocar, experiências como o “sair do corpo” e se encontrar com pessoas que já não estão mais nessa vida e até dialogar com elas; ver pessoas ou transcrever o que é dito “no outro mundo”. Também já vimos Viviane volitando com Daniel.

Sou leitor dos livros de Zibia Gasparetto e situações assim são comuns em suas publicações, mas ainda não tinha observado em telenovelas, por isso julgo Escrito nas Estrelas mais completa nesse sentido.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *