Ponto de Vista: A nova pegada no jornalismo televisivo

Está cansado do jornalismo quadrado, feito atrás da bancada, apresentado por casais usando roupas formais e rostos poderosamente inexpressivos?

Então nem tudo está perdido meu caro telespectador…

Dois programas estão nos salvando da mesmice jornalística. São eles o Profissão Repórter (Globo) e A Liga (Band). Cada um de seu jeito, trazendo inovações para uma área cujos parâmetros de qualidade são milenares.

O Profissão Repórter, comandado por Caco Barcellos, nasceu como uma escola para novos repórteres, mostrando etapas e até dilemas sobre abordagem das pautas. Não tinha obrigação de mostrar desfechos e soluções, mas sim a proposta de contar histórias e deixando um gosto de quero mais. Com o tempo, a primeira ideia das reuniões de pauta e das obrigações foi esquecida, mas em compensação ganhou agilidade. Pena que o horário de exibição seja tãããão tarde, e assisti-lo seja quase um ode a insônia.

Já A Liga… que boa surpresa. Admito que eu nunca tinha ouvido falar até o Endrigo se referir ao programa enquanto conversávamos sobre TV. E quando assisti, fiquei deliciada pelo tom das abordagens. Assisti o programa sobre a tríplice fronteira e não consegui deixar de prestar atenção. Não me reservei ao direito de me distrair com qualquer outra coisa que pudesse me fazer desistir.

Zapear pelos canais no controle remoto? Nem pensar. A Liga, apresentada por Rafinha Bastos, Thaíde, Débora Villalba e Rosane Mulholland me fez perder qualquer curiosidade por Força Tarefa.

Seriam esses programas o fim do lugar-comum do jornalismo de TV?

Espero que sim. Descontração e agilidade podem coexistir com a credibilidade sem problemas. Reflexão sem pieguice e riquíssimo em conteúdo. Profissão Repórter e A liga mostram que ainda é possível seguir um novo caminho e que a inovação é uma questão de boa vontade.

___________________________________________________

* Perfil: Emanuelle Najjar – Jornalista, formada pela FATEA em 2008, pesquisadora da área de telenovelas. Editora do Limão em Limonada (limaoemlimonada.com.br)



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *