Primeira Página: Cinquentinha é ruim do início ao fim!

Durante este ano, Cinquentinha, minissérie que chegou ao fim na última sexta-feira, foi muito comentada, mesmo antes de estrear.

Primeiro, ainda como série, teve a primeira baixa no elenco: alegando outros projetos, Renata Sorrah pulou fora do barco. Para ocupar sua vaga foi escalada Marília Pêra. Quando as gravações já haviam tido início, também pediu pra sair.

Na sequência a Globo decidiu transformar a série em minissérie, para delírio de Aguinaldo Silva, o autor-estrela que se acha a última maravilha do universo. A partir da estreia ficou evidente o equívoco: desde O Quinto dos Infernos tamanha baderna não era exibida na faixa nobre global.

“Minissérie” sempre foi título de obras caprichadas, de nível. E a bagunça generalizada chamada Cinquentinha era tudo, menos um projeto de qualidade de encher os olhos como foram Maysa, JK e como provavelmente será Dalva & Herivelto.

Cinquentinha, ao que parece, foi unicamente um produto para inflar ainda mais os egos já sem medida de Aguinaldo e sua parceira inseparável Susana Vieira.

Foi, acima de tudo, algo que nem de longe se compara com outros trabalhos de Aguinaldo, como A Indomada e Senhora do Destino. Aliás, ao que parece, desde Duas Caras ele perdeu a mão, talvez por se preocupar muito mais em se auto-elogiar que em trabalhar.

Se não me dissessem que Cinquentinha era de Aguinaldo chutaria ser uma obra de Carlos Lombardi. Não perde em nada, seja pela zona, gritaria ou pelo fato de a maior parte do elenco surgir sem roupa e transando a todo o momento. Argumento fácil de quem realmente não tem algo mais interessante para escrever e apela para o sexo pelo sexo.

E, agora, para alegria do autor, o próprio diz que a Globo quer uma segunda temporada. Mas isso jamais irá significar que o que ele se propôs fazer é algo bom: Os Mutantes, na Record, teve três temporadas.

Por fim, deu para entender claramente porque Renata e Marília saíram. Elas não mereciam, não merecem e nunca irão merecer atuar em algo tão ruim.

* coluna do Portal PS e TV Magazine

Taque sua panela!

17 thoughts on “Primeira Página: Cinquentinha é ruim do início ao fim!

  1. Concordo totalmente com este post. Estava lendo este texto e parecia que meus pensamentos estavam transcritos alí! Essa minissérie foi muito fraca em todos os sentidos. Além da Renata Sorrah e da Marília Pera, também se recusaram a participar o Reinaldo Gianechini, a Bruna Lombardi, o Tarcisio Meira e o Antônio Fagundes… Enfim… E o cúmulo é o Aguinaldo silva dizendo que foi um sucesso! E que foi a melhor minissérie dos últimos tempos, ah! me poupe.. Alguém interna esse homem…

  2. Oi Endrigo!

    Realmente, "Cinquentinha" tinha cara de novela das 7 e escrita pelo Lombardi. Não parecia obra do Aguinaldo Silva. Na minha consepção, pelo menos, série exige uma outra linguagem – coisa que não vi. Vi apenas a primeira a semana e achei divertido. Não vi a semana final, por isso fica difícil de avaliar. Mas, ainda acho que poderia ter sido uma novela, e não uma minissérie.

    Abraço,

    http://cafecomnoticias.blogspot.com

  3. Não me importo com o que aconteceu nos bastidores, minha opinião é baseada no produto final apresentado e o resultado foi plenamente satisfatório – Que venham outras minisseries (ou séries disfarçadas de mini). Um contraste total ao marasmo de Viver a Vida, até Danielle Winitis mostrou que pode muito mais do que aquele personagem de GUERRA E PAZ (CREDO!).

  4. Bom, eu gostei de Cinquentinha porque foi uma trama claramente voltada para o lado da comédia, com ação, improvisação e um humor ácido, típico de seriados americanos e das obras do Lombardi. Minissérie não precisa necessariamante se basear em fatos reais, muito menos ser de época. Fosse assim, novelas como Caras e Bocas seriam alvo de críticas constantemente. O horário também permitia cenas mais apimentadas como já foram apresentadas várias vezes, inclusive em séries históricas como Um Só Coração (2004) e Os Maias (2002) que mostrou até cenas de sexo entre 2 irmãos e houve até elogios para isso.

    E Aguinaldo, com todo o currículo que tem (novelas que deram ibope de Copa do Mundo como Tieta, Roque Santeiro, Vale Tudo, Fera Ferida, Senhora do Destino, entre outras…) pode se achar à vontade. Na Globo, pouquíssimos autores alcançaram tal patamar.

    Pra mim, a maior decepção de 2009 absolutamente é a novela Viver a Vida, do Manoel Carlos, que nem de longe, lembra sucessos seus como História de Amor, Laços de Família, Mulheres Apaixonadas. Se Páginas da Vida mostrou-se muito devagar e vazia, especialmente em sua reta final, Viver a Vida conseguiu superá-la desde o início. Uma trama arrastada, sem gancho algum e que no momento parece mais um programa sobre cuidados que se deve ter com a saúde, contada de maneira tão didática que fica impossível vc não dormir ou bocejar pelo menos.

    Novela é entretenimento misturando inevitavelmente ficção com realidade. Mas em Viver a Vida, a impressão que se passa é que o problema de Luciana virou documentário. Cadê a história, os conflitos, a problemática, fundamental para esquentar e movimentar um folhetim? Simplesmente não existe e o público há tempos já percebeu isso.

    A audiência vem comprovando isso, já estando atrás, inclusive, de Caminho das Índias. Esperança (2002) e Suave Veneno (1999) que se cuidem, pois podem perder o posto das novelas das 8 global com menor audiência da história.

    O autor, vale lembrar, disse que não mudará o ritmo da novela. Então…..

    E que venha segunda temporada de Cinquentinha e Passione, nova novela das 8 porque essa atual, dispenso.

  5. Eu já disse em comentário anterior, foi diferente, eu gostei. Amei a Su, está ótima, apesar dos quilinhos a mais, está perfeita para fazer uma personagem de 38 anos, rs…

    Lucille Dean

  6. A única minissérie realmente boa que eu vi esse ano foi Maysa. Essa Cinquentinha foi uma porcaria mesmo, concordo totalmente com o post. Não à toa, muitos atores pularam do barco pra não ter que participar de uma bizarrice dessas. E só de ver Susana Vieira em ação me embrulha o estômago.

  7. Começou a temporada de valorização do salário, acabou a novela envolvendo Hebe e começou a novela envolvendo carlos alberto

    Flávio ricco "O humorístico "A Praça é Nossa" não será transmitido pelo SBT nos meses de janeiro e fevereiro.

    No exato instante em que foi anunciada essa decisão, na quinta passada, começaram a surgir notícias de que a Record teria interesse em toda a equipe do programa.

    E que uma conversa entre o diretor artístico da Record, Vildomar Batista, e Carlos Alberto de Nóbrega já teria acontecido. Pelo menos esta é a notícia que corre dentro do próprio SBT."

  8. Que coisa mais engraçada a minissérie foi ótima. O Aguinaldo se acha é fato, mas também é verdade que ele já fez vários sucessos de encher os olhos no entanto a também teve seus fracassos como Duas Caras que na minha opinião ele errou feio o que salvou o foi Aline Moraes.
    Cinquentinha foi ótima perfeita quero a segunda temporada.
    PS.: O grande defeito de Viver a Vida é a Direção de Jayme Monjardim fato o Maneco dava mais certo com o Ricardo.
    Assim como esse estilo de Cinquentinha é forte influencia de Wolf Maia a globo poderia fazer um revezamento de diretores.

  9. Nossa, você AINDA tá insistindo nisso? Será que não consegue reparar que são 2, 3 pessoas de vários comentários que não gostaram e concordam com essa sua opinião? Tá tampando os olhos, é? Hahahahaha, querido, você GOSTANDO ou não, SABE LÁ DEUS O PORQUÊ, CINQUENTINHA vai voltar junto com Aguinaldo e Suzaninha. VAI TER QUE ENGOLIR. Enquanto isso, continua escrevendo TEXTOS sobre as obras do glorioso autor que é Aguinaldo. Mais que isso… Prova que você assistiu do começo ao fim são esses 4541854154185485498 textos e críticas sem fundamentos. E uma obra é tão boa, mas tão boa que causa polêmica. Gostando ou não, você não pára de dar ibope para isso. E quer saber? Adoro chegar aqui e ler esses seus comentários, TENTANDO colocar sua raiva (ou seja lá qual sentimento for esse, talvez admiração demais, hahahahahahahaha) contra Aguinaldo, enquanto ele tá comemorando NÃO SÓ o ibope (e ter vencido "Tropa de Elite", porque Capitão Nascimento deu uma bela de uma BROCHADA), como críticas de pessoas FIFIS hahahaha. Adoro, viu?

    Mais uma vez, só pra não esquecer:
    Como reagiria Mariana, Rejane (maravilhosa) e Larinha: AHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    … comparar MAYSA com Cinquentinha. Depois disso, nem precisei reler. Minha reação depois de ler (e tentar reler): ZzzzzZzzzz

  10. Os oito capítulos de Cinquentinha foram mais animados que os 84 já exibidos de Viver a Vida,ô coisa lenta e que não chega a lugar nenhum e pensar que ainda faltam mais de 100 capítulos para essa bomba acabar. Sobre Cinquentinha específicamente achei muito divertido e acho que em nenhum momento se propôs a outra coisa que não fosse entreter. O quinto capítulo então foi o melhor de todos.

  11. Reações: ENGRAÇADISSIMO
    Amado, você teria mais sucesso num programa de comédia, viu? Mais sucesso do que essas suas críticas… Mas sei que, no fundo, o objetivo é nos fazer rir. Você conseguiu! hahahahahha
    Amei essa opção. Totalmente digna.

  12. Comparar Maysa com Cinquentinha não da né!?

    Cinquentinha foi muito boa, e sorte que vai ter uma segunda temporada.
    E audiência que cinquentinha conseguiu mostra o quanto ela foi BOA.

  13. Endrigo, eu concordo com quase tudo o que você diz no Cena Aberta (que por sinal, ficou muito legal com este novo visual e mais prático de comentar), mas sobre isso vou ter que descordar, tudo bem que Aguinaldo tem os seus (muuuuitos problemas), mas achei CINQUENTINHA muito legal e um pouco diferente, com um tom de série americana, aliás, este deveria ser o formato: uma série, não mini-série, o único erro da Globo quanto à atração.
    Na verdade, gostei tanto que já espero uma segunda temporada. E muita gente que eu conheço, também. No começo nem iria assistir, mas meu irmão assistiu e gostou (o que é muito difícil, ele gostar de algum programa da TV aberta) e me recomendou, assisti e virei fã…

  14. Siceramente, gostei muito muito mesmo da minissérie. Realmente não gosto de ver cenas de sexo nas novelas, acho sensacionalismo, encheção de linguiça e apelação, porém nessa minissérie houve insinuações de sexo, não o próprio. Uma coisa que eu creio que já deveria ter aparecido há tempo nas novelas, é o homossexualismo como foi mostrado (o feminino, pois o masculino continua faltando). Mesmo não sendo homossexual, creio ser essa opção sexual comum como a de ser hetero, porque então não mostrar na TV? Gostei da rapidez da trama, dos grandes cenários e de uma trama digna de novela das 8!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *