Private Practice: Nunca vi algo tão real e perfeito (4X07)

9 de novembro de 2010 0 Por Endrigo Annyston

Quando o episódio anterior de PP foi exibido, pensei que tinha acontecido alguma “coisinha” com Charlotte, não levei tão a sério.

A questão é que quando esse começou, quando vi Charlotte, senti uma tensão igual a da season finale da temporada anterior de Grey´s Anatomy. Minha tensão foi tanta, que juro pra vocês, até meu corpo doía como se eu tivesse sido agredido também.

Isso aconteceu porque, acredito eu, foi a primeira vez que vi algo tão horrível acontecendo com um personagem mais próximo, uma das estrelas da produção.

Em Private Violet foi agredida, mas o resultado não foi tão exposto. Em Grey´s, já citada, Derek foi baleado, no entanto não apareceu desfigurado na tela.

Ver Charlotte naquele estado, em meio a uma atuação impecável de KaDee Strickland e maquiagem tão perfeita que parecia real, me fez visualizar uma agressão de verdade, pensar nas milhares de pessoas que sofrem com isso diariamente.

Ao mesmo tempo, ela não quis revelar ter sido estuprada e obrigou Addison a manter isso em segredo. Sem anestesia, aguentou todas as dores insuportáveis da mesma forma que aguentou aquele homem fora de si com uma coragem admirável e ao mesmo tempo…. porque o silêncio meu Deus? Porque querer ser ou parecer tão forte?

Se bem conheço Addison, ela não vai segurar. Não mesmo.

Mas isso ainda não teve fim, enquanto seguíamos o drama de Charlotte, Sheldon tentava arrancar daquele homem o real motivo de seu transtorno e porque estava cheio de sangue.

Sem saber, estava com o agressor de Charlotte. As histórias vão se cruzar e… bem, ele ainda vai estar preso nesse momento?

Esse episódio teve ritmo de season finale, é o melhor de Private Practice desde a estreia e pra mim realmente só perde para o já citado de Grey´s Anatomy.

Foi tão tenso, tão real e mexeu tanto comigo que depois eu sequer conseguia dormir.

Ufa!