Problemas muito além da presidência

24 de janeiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

A ideia fantasiosa que se tem é de que um presidente da república pode tudo, sabe tudo. Quem dera. Paulo Ventura (Domingos Montagner) pode até controlar muita coisa, mas, infelizmente, ao fim do dia, é uma pessoa como todas as outras, sujeita aos mesmos momentos turbulentos em que muitas vezes o melhor é nem sair da cama. E a volta de seu filho Júlio (Murilo Armacollo) ao Brasil promete expor a vida pessoal do presidente de uma forma que ele nunca poderia imaginar.

Em função de uma relação complicada com Júlio desde adolescência, que não se interessava por esportes e menos ainda por meninas, Paulo decidiu encaminhá-lo à terapia. Tentando combater a orientação sexual do filho, sem querer, o presidente acabou fazendo com que Júlio se afastasse da família e fosse viver no Exterior. O que ele não contava é que, além de aceitar o filho de volta, ele ainda teria que lidar com uma nova realidade. Se já era difícil compreender Júlio anteriormente, Paulo agora teria que encarar de frente seus piores medos.

Júlio volta como Julie, uma transexual. Depois de passar por uma cirurgia na Europa, Julie agora é uma jovem linda e com traços delicados. Encontra um pai ainda resistente e um pouco intolerante, mas que, diante das dificuldades da filha, não poupará esforços para entender e lidar com seu universo. Muito mais que aceitá-la como é, Paulo ainda usará sua influência como presidente para defender uma nova lei e ajudá-la a se reconhecer como mulher, desta vez também no papel.

As cenas estão previstas para ir ao ar a partir desta terça-feira, dia 24. ‘O Brado Retumbante’ é uma obra escrita por Euclydes Marinho com a colaboração de Nelson Motta, Guilherme Fiuza e Denise Bandeira. A direção de núcleo é de Ricardo Waddington e a direção geral é de Gustavo Fernandez.