Programa histórico fecha com chave de ouro o ano dessa grande atriz

Esse foi o melhor presente de Natal televisivo em 2011 para os fãs da fábrica de sonhos.

Regina Duarte, uma das divas da teledramaturgia nacional, recebendo o Troféu Mario Lago das mãos de outra diva, Hebe Camargo. Isso em pleno ano em que as telenovelas completam 60 anos – e ela já foi um dos grandes destaques do Globo Repórter Especial.

Todos esses detalhes somados aos depoimentos, a uma Regina indo da euforia à emoção, coroaram esse que realmente foi, mais uma vez, o ano de Regina Duarte, a namoradinha do Brasil que, pela primeira vez na história desse país, fez uma vilã assassina.

Só esse fato, para quem fez milhões de mocinhas em sua carreira, já era um marco. Só que nas mãos de Regina Clô Hayalla divou tanto quanto ela. Se entregou totalmente a esse trabalho e dividiu opiniões.

Exagerada? Cheia de caras e bocas? Pois é, como eu disse há um tempo atrás, para quem não embarcou totalmente nessa deliciosa viagem que foi O Astro a interpretação da atriz pode realmente ter sido exagerada.

No entanto, para quem topou viajar nessa maionese, foi realmente um prato cheio. Assim como Regina hoje no Faustão, fomos da euforia à emoção em questão de segundos. Apesar de ter sido a vilã da história, impossível não amar Clô, hoje minha personagem favorita da atriz.

E por Clô, Helenas, Maria do Carmo, Valdete, Chiquinha Gonzaga, Raquel e tantas outras, é que ela recebeu tão bela e merecida homenagem.

O Domingão do Faustão neste domingo de Natal foi histórico e, não a toa, dominou geral os Trending Topics do Twitter. Nada mais, nada menos que sete tópicos referentes ao programa estavam no topo.

Agora só falta uma coisa: Regina realizar meu sonho de interpretar uma vilã em novela de João Emanuel Carneiro.

Enfim, parabéns… diva!

::

Detalhe: lindos os depoimentos de Glória Menezes e da agora moça Joana Mocarzel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *