Grey´s Anatomy: Um episódio que fez sentir, o melhor da temporada OMG (8X08)

Quem me lê sabe que adoro usar aquele slogan da Warner que dizia que as produções da casa nos fazem sentir. E quando eu vejo algo gosto de ter essa sensação; sentir, me envolver.

E esse oitavo episódio de Grey´s, além de ser o melhor da temporada, me causou essa sensação – e conclui que essa caminha pra ser uma das melhores temporadas do seriado.

Tudo começou com um constrangimento – e eu adoro constrangimentos -: a mãe de O´Malley reaparece. O que fazer?

Todos se esqueceram de George, nunca mais se falou no assunto. E a família dele que era um amigo?

Mas poderia ter um final mais lindo que aquele entre Callie e a Sra. O´Malley? Never.

E o que me fez sentir, mesmo, foi aquele detalhe que acho que cada um de nós, fãs de Grey´s, vez ou outra fizemos: pedir para Shonda acrescentar esse ou aquele detalhe.

No texto anterior eu pedi uma história para Little Grey e, não mais que de repente, essa parceria entre ela e Justine Campbell virou o grande achado do episódio.

O motivo?

Ora, ela era a tradução literal do que é esse sentir que eu falo. Se envolveu com os livros de Justine, vibrava a cada nova palavra e, no final, brigava por um destino diferente para os personagens, estava totalmente envolvida e, bem sabemos, estava vendo sua própria história no livro. Foi sensacional.

É como a gente que fica do outro lado da telinha, muitas vezes exaustos pois é como se também estivessemos vivendo tudo aquilo.

O final do 8X08 foi bem assim, o desfecho de cada situação misturou tensão, alegria e emoção a flor da pele.

Não a toa os anos passam e Grey´s continua como um sucesso: Shonda sabe exatamente como reinventar sua produção e o jeitinho certeiro de nos fazer delirar a cada nova cena.

Fantástico!!!!!!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *