“Quero um dono de raça porque vira lata eu já tive”

4 de fevereiro de 2012 0 Por Endrigo Annyston

Esses dizeres estampavam a camiseta de uma ONG ontem no programa Mais Você e uma reportagem me deixou estarrecido. Eu desconhecia o acontecido.

O cachorrinho Titã foi enterrado vivo por um senhor e, por conta da ajuda dos vizinhos que denunciaram, ele foi salvo por uma veterinária que o adotou. Estava totalmente debilitado, sem a visão de um dos olhos, não queria nem se alimentar.

Ela lhe deu amor, carinho e, o resultado, é que ele conseguiu se recuperar e está fortinho. Vive grudado na pessoa que lhe deu a mão quando parecia que a morte seria seu destino.

Na ocasião o programa relembrou aquela desgraçada que matou o cachorrinho na frente da filha e esse video eu não consegui ver até hoje, prefiro nem chegar perto.

O caso dela até me surpreendeu mais pois, no final das contas, era uma pessoa instruída, ou seja, educação não quer dizer merda nenhuma quando a pessoa tem espírito de porco, assim como quem enterrou um pobre animalzinho indefeso ainda com vida.

O que se passa na cabeça dessas criaturas?

Gente, antes de ligar a TV eu tinha me deparado com uma barata e pensei: mato ou não mato? Só que barata é um bichinho nojento e que pode passar por cima de alimentos e tal, são outros quinhentos.

E quando vi isso, pensei: caraca, e eu pensando duas vezes antes de dar fim em uma barata!

É revoltante, mais ainda saber que geralmente isso não acaba em pizza mas sim em serviços comunitários.

Graças a Deus que, por mais que a gente pense o contrário, ainda existam pessoas de bem!