Record e sua crise exposta para quem quiser ver

30 de julho de 2011 0 Por Endrigo Annyston

Para a alegria dos odiadores da Record, parece que as coisas não andam lá muito boas lá para a emissora do bispo. Certo, não era como se não desse para perceber. Alguns olhos atentos já haviam notado alguns sinais desta crise desde que o vale tudo pela audiência começou, mas se antes tínhamos apenas sinais e rumores, agora temos a certeza depois de um episódio magistral do símbolo desta guerra por números.

Para quem não saiba de quem se trata – coisa que duvido muito – estamos falando de José Luís Datena, rei absoluto do mundo cão dos tempos de hoje. Lembra-se do estardalhaço de sua volta para a Record –  de onde havia saído brigado,  como quase todo mundo que sai de lá – e a ressurreição do Cidade Alerta? Pois é: depois de 43 dias, ele deu no pé novamente. Sua saída não é  como se fosse parte de um feito digno do Guiness, mas há tempos não faltavam rumores de que as coisas não estavam indo bem. Datena reclamava das condições de trabalho de sua antiga nova casa e flertava com a Band, de onde havia acabado de partir sem qualquer segredo.

A emissora da Barra Funda bem que tentou barrar suas entrevistas, mas no fim o inesperado e inevitável acabou acontecendo: ontem (29/07) o caríssimo apresentador – literalmente – despediu-se no ar, dizendo um “até  logo” aos seus telespectadores. E agora o que poderia ser um flerte nostálgico provavelmente evoluirá para uma reconciliação, gerando com isso um novo embate, afinal alguém já viu um fim de relacionamento ser algo tranquilo, ainda mais quando há dinheiro em jogo? Afinal, cobranças de multas rescisórias não faltarão ao apresentador: a antiga, dita outrora como perdoada e também uma nova, mas que pode ganhar um novo capítulo com informações publicadas com o site F5 com o que pode ser uma jogada de mestre.

(…) Segundo pessoas próximas ao apresentador, que pedem para não ser identificadas, Datena e Record selaram este mês, em cartório, o perdão integral da dívida que o apresentador teria –perdeu em todas as instâncias. Esta reportagem apurou que a Record não incluiu no contrato nenhuma cláusula especificando que a dívida voltaria a valer caso o contratado fosse embora de novo.A Record vai contra-atacar e exigir dele o pagamento de duas indenizações milionárias

O problema é que, no rompimento atual, Datena pode alegar “censura” para justificar o rompimento contratual. Sua chance de vitória é  grande.

Outro lance de mestre do apresentador, nesse virtual retorno à Band, é que essa emissora também o aceitará de braços abertos imediatamente perdoando a dívida do rompimento anterior, e ainda pagando a dívida de Datena com a RedeTV! (outro rompimento), estimada em R$ 6 milhões. [continue lendo]

Seja lá qual for a razão de sua partida, a crise na Record está mais do que exposta. Se neste vale tudo em busca de números expressivos sacrificaram-se itens inviáveis – intervalos comerciais por exemplo – e jogou-se dinheiro fora com investimentos cujo retorno não foram nada animadores, não resta muito jeito a não ser repensar os próprios atos e seu modo de fazer TV. Não se trata de crise financeira, mas uma emissora que almeja tanto deveria saber que é preciso pensar à longo prazo e não somente em táticas predatórias. No fim, parece ser ela mesma quem está caindo em sua própria armadilha.
_________________________________________________

* Perfil: Emanuelle Najjar – Jornalista, formada pela FATEA em 2008, pesquisadora da área de telenovelas. Editora do Limão em Limonada (limaoemlimonada.com.br)