Record tenta maquiar sua queda com nova lavagem cerebral – que não funciona

12 de setembro de 2011 0 Por Endrigo Annyston
A Record é especialista em fazer lavagem cerebral nos telespectadores. Vivem veiculando essas reportagens se auto-promovendo com gráficos totalmente malucos.
Dessa vez, além dos gráficos, trouxeram Edir Macedo para desmentir a Veja que trouxe uma reportagem sobre a crise vivida pela emissora. Como se fosse novidade, é o assunto do momento e também foi tema debatido semana passada aqui no Cena, aliás, o post mais lido da semana.

E não estão em queda?

Veja bem: ontem Silvio Santos estava liderando a audiência. A Fazenda vinha em segundo?

Não, o Pânico. Depois a Globo.

Ou seja, A Fazenda em dado momento aparecia na QUARTA posição, um tremendo fiasco.

Só que tem um detalhe importante: ontem na faixa nobre o SBT deu uma boa lavada na Record.

Agora veja que engraçado: tentaram fazer a lavagem com dados pra lá de surreais.

Mostraram números de Belém, não de São Paulo, onde dizem ser líderes com certos programas; com relação aos artistas que voltaram para a Globo, citaram Angelo Paes Leme e Caio Junqueira como astros que chegaram na emissora enquanto os outros se foram.

Como assim se estão lá desde mil novecentos e canequinha! hahahah

Ou seja, pensam que a gente semo burro!

Ah, disseram ainda que as acusações do grupo Abril são motivadas por uma aproximação com a Globo. E tudo s-e-m-p-r-e é a Globo pra Record.
E é por conta da Globo que estão apresentando denúncias contra o futebol, não? Ou seja, o sujo falando do mal lavado.
E teve mais: recriminaram a imprensa por não checarem informações, sendo que mantém como contratada a senhora Fabíola, a rainha do invencionismo.

Ah, não posso me esquecer que festejaram a audiência do sensacionalista Fala Brasil, dizendo que é líder em seu horário.

E o Jornal da Record, vai bem? Sábado estava perdendo para o SBT Brasil.

Em resumo, credibilidade zero. Nenhuma informação dada na reportagem apresentada ontem no Domingo Espetacular se sustenta.

Só estão conseguindo aumentar ainda mais o mico da queda.