Record: um passo para frente e dois para trás.

A Record já começou a dar sinais de desgaste em sua programação, a mais recente é a contratação de José luiz datena. Sim não sou adepto do mundo cão, mas confesso que não tenho nada contra o apresentador, respeito quem gosta.

O grande problema é que ao contratar o apresentador a emissora mostrou o quanto estava equivocada alguns anos atrás Quando grandes executivos da rede ofereciam entrevistas dizendo “o SBT não é mais nosso concorrente, não faz mais parte de nossas pautas nas reuniões”   ou  aquela “ em cinco anos estaremos na liderança”;  pode ter funcionado como barulho, provocação para as concorrentes.

E teve aquele discurso quando mandaram embora netinho, quando o datena trocou a record pela band e quando ocorreu a saida de raul gil: “estamos reestruturando a programação e esse tipo de programa não fará mais parte”.  Ora a mentira já tava na cara!

Não demorou muito pra surgir Faccioli, geraldo luiz, Gottino e cia, enfim agora com a contratação de datena a emissora só ressalta o quanto está perdida em sua propria proposta, quando diziam que o SBT não era mais concorrente, acho que não imaginavam perder para a band.

Mais lamentável é ver uma rede jogando milhões em suas produções para ficar a poucos pontos de diferença da terceira colocada, acho com todo respeito, que há necessidade de um”choque de realidade”  ou falando um português claro “Simancol” a alguns profissionas de lá.

Anunciaram gugu para os sete lados e hoje ele registra menos que o reporter record com cabrini; o melhor do Brasil de atração destaque já está se tornando cansativo, repetitivo; o hoje em dia há tempos mostra sinais de cansaço. Muito dinheiro para gastar mas pouca estratégia.

Para os fãs, me desculpe dizer, mas para uma rede que esbanja dinheiro e contratações ela não esta muito diferente da sua concorrente direta,a emissora de silvio santos, alias quando o assunto é falta de estratégia as duas podem andar de mãos dadas.


* do internauta Marcos A. de Sousa



1 comentário em “Record: um passo para frente e dois para trás.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *