Rede Globo estreia edição brasileira do reality show que vai revelar duas novas estrelas do UFC

13 de março de 2012 0 Por Endrigo Annyston

O famoso reality show ‘The Ultimate Fighter’ estreia na Rede Globo no próximo dia 25, em sua primeira edição realizada fora dos Estados Unidos. A versão nacional da série vai revelar dois novos lutadores – um peso médio e outro peso pena – que passam a integrar o seleto grupo do UFC e recebem um contrato de seis dígitos com a organização. O programa de 13 episódios tem como técnicos os ídolos brasileiros Wanderlei Silva e Vitor Belfort, que se enfrentarão em uma das lutas da grande final, evento que será realizado ao vivo, em junho, em local ainda a ser definido.

No episódio de estreia, exibido logo após o último domingo do ‘Big Brother Brasil 12’, o grupo inicial de 32 lutadores se enfrenta em lutas eliminatórias que decidem os 16 que ficam confinados na casa do reality. Entre os 32 participantes, há representantes de 15 diferentes estados: São Paulo (8), Paraná (4), Rio de Janeiro (3), Amapá (2), Santa Catarina (2), Ceará (2), Brasília (2), Rio Grande do Norte (2), além de Minas Gerais, Roraima, Bahia, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Amazonas e Paraíba, com um representante cada.

Os 16 selecionados são divididos entre “Time Vitor” e “Time Wanderlei”, sendo quatro atletas da categoria pena (até 66 kg) e quatro da categoria médio (até 84 kg). Os participantes são distribuídos aleatoriamente pelos cinco quartos da casa. Eles são responsáveis por cozinhar e manter a casa em ordem. Com circulação restrita, os escolhidos só podem sair da casa para o Centro de Treinamento, onde treinam e lutam em um octógono oficial do UFC.

Em cada um dos episódios semanais, sempre exibidos aos domingos após ‘Domingo Maior’, uma luta final elimina um dos candidatos. Às quintas e aos sábados, um boletim atualiza os telespectadores e antecipa o confronto que irá ao ar no domingo seguinte. Os detalhes da casa são sigilosos, mas já foram antecipadas algumas visitas ilustres à casa dos atletas. O campeão dos pesos médios Anderson Silva, dos pesos penas José Aldo, o campeão peso pesado Junior Cigano, os ex-campeões meio-pesados Lyoto Machida e Maurício Shogun são alguns dos personagens que os telespectadores verão ao longo da temporada.

Além do vencedor peso pena da última edição Diego Brandão, primeiro brasileiro a ganhar o programa, outros brasucas já marcaram presença em edições anteriores. Os ícones pesos pesados Rodrigo Minotauro e Junior Cigano já foram técnicos. Minotauro participou da oitava edição e os dois vencedores foram integrantes do seu time. Já Cigano competiu contra o ex-campeão Brock Lesnar na 13ª temporada. Os técnicos deveriam ter se enfrentado, mas Brock desistiu por problemas de saúde.

Sobre o reality show
‘The Ultimate Fighter’ é um dos reality shows esportivos de maior sucesso e de maior duração dos Estados Unidos. No ar desde 2005, o programa vai para sua 15ª edição, atraindo milhões de telespectadores a cada semana. A atração mostra lutadores profissionais de MMA morando juntos em uma casa e os acompanha enquanto treinam e competem um contra o outro por um contrato com o UFC. O show já revelou alguns dos lutadores mais talentosos do UFC.

Produzido pela Floresta, o reality ‘The Ultimate Fighter’ tem estreia prevista para domingo, dia 25, logo após ‘BBB12’. Os demais episódios serão exibidos aos domingos após o ‘Domingo Maior’, com flashes às quintas-feiras e aos sábados. O Multishow reprisa os episódios durante a semana.

Perfil dos 32 lutadores (por categoria e por ordem alfabética)

Pesos Penas

Nome: Alexandre Ramos – apelido: Sangue
De Curitiba (PR), 23 anos.
Cartel: cinco vitórias. Solteiro e sem filhos, “Sangue” construiu sua carreira em eventos brasileiros, o Brave FC, onde estreou, e o Brazilian Fight League. Tirando sua vitória por decisão sobre Marcos Bicudo, todas as suas lutas terminaram no primeiro round, por finalização ou nocaute.

Nome: Anistavio Medeiros – apelido: Gasparzinho
De Natal (RN), 23 anos.
Cartel: 12 vitórias e sete derrotas. Solteiro e sem filhos, Gasparzinho tem experiência de sobra para quem tem 23 anos. Das 19 lutas que fez na carreira, duas foram derrotas para feras como Renan Barão e Willamy Freire.

Nome: Dileno Lopes
De Manaus (AM), 27 anos.
Cartel: oito vitórias. Solteiro e sem filhos, o lutador e professor de jiu-jítsu Dileno Lopes honra a tradição manaura na arte suave. Sete de suas vitórias foram por finalização, mostrando variação entre guilhotina (quatro), mata-leão (duas) e chave de braço.

Nome: Fabricio de Assis Costa da Silva – apelido: Guerreiro
De Santana (AP), 21 anos.
Cartel: 14 vitórias e uma derrota. Solteiro e pai de um filho, Fabricio é o lutador mais jovem do programa. Apesar dos 21 anos, já é bem rodado no MMA: venceu 14, perdeu um e ainda teve um duelo com resultado anulado.

Nome: Fernando Duarte Guerra
De Dourados (MS), 28 anos.
Cartel: dez vitórias e uma derrota. Casado e sem filhos, Fernando é professor de educação física. Luta MMA profissionalmente desde 2009. A maioria de suas vitórias (seis) foram conquistadas através da decisão dos jurados.

Nome: Giovanni da Silva Santos Jr – apelido: Soldado
De João Pessoa (PB), 24 anos.
Cartel: dez vitórias e uma derrota. Casado e com filhos, Soldado estreou no MMA com derrota, em 2006. Depois, recuperou-se e emendou uma sequência de dez vitórias consecutivas, sendo cinco por nocaute, uma finalização e quatro na decisão dos jurados.

Nome: Godofredo Pepey
De Fortaleza (CE), 24 anos.
Cartel: oito vitórias. Solteiro e sem filhos, Pepey é professor tanto de jiu-jítsu quanto de muay thai. Seis de suas vitórias foram por finalização e as outras por nocautes.

Nome: Hugo Viana – apelido: Wolverine
De Salvador (BA), 29 anos.
Cartel: cinco vitórias. Solteiro e sem filhos, o fisioterapeuta Wolverine está invicto no MMA, mas ainda não conseguiu finalizar ou nocautear algum oponente. Todas as suas cinco vitórias foram via decisão dos jurados.

Nome: Johnny Gonçalves – apelido: Cabeça
De Taubaté (SP), 22 anos.
Cartel: quatro vitórias. Solteiro e sem filhos, o estudante Johnny é especialista em muay thai, esporte em que também é professor. Duas de suas quatro vitórias foram por nocaute. As outras foram por decisão dos jurados.

Nome: John Teixeira
De Macapá (AP), 25 anos.
Cartel: 13 vitórias e um empate. Solteiro e sem filhos, John começou a carreira com quatro vitórias por chave de braço. Ao todo, o lutador já conseguiu oito triunfos por finalização, dois por nocaute e três na decisão dos jurados.

Nome: Marcos Vinicius Borges Pancini – apelido: Vina
De Curitiba (PR), 31 anos.
Cartel: 19 vitórias, três derrotas e um empate. Solteiro e sem filhos, Vina apresenta um cartel que demonstra que ele se dá bem tanto em pé quanto no solo. São seis vitórias por nocaute e 13 por finalização.

Nome: Pedro Nobre
De Rio de Janeiro (RJ), 25 anos.
Cartel: dez vitórias e um empate. Solteiro e sem filhos, Pedro Nobre é uma das grandes promessas da famosa academia Brazilian Top Team. O carioca venceu todos os seus combates antes do tempo regulamentar: sete nocautes e três finalizações.

Nome: Rafael Bueno
De Bragança Paulista (SP), 24 anos.
Cartel: sete vitórias e uma derrota. Solteiro e sem filhos, Rafael é lutador, mas também ganha a vida como técnico. Em sua carreira, disputou oito combates, venceu sete e só perdeu a última. Ele finalizou cinco de seus combates e nocauteou dois oponentes.

Nome: Rodrigo Damm
De Vila Velha (ES), 31 anos.
Cartel: nove vitórias e cinco derrotas. Casado e pai de três filhos, Rodrigo Damm é o mais experiente peso-pena do programa. O capixaba já teve passagens por grandes eventos internacionais, como “Bodog Fight”, “Sengoku” e “Strikeforce”.

Nome: Rony Mariano Bezerra – apelido: Jason
De Mossoró (RN), 27 anos.
Cartel: dez vitórias e três derrotas. Solteiro e pai de dois filhos, “Jason” venceu sete de suas lutas por finalização. Uma delas foi sobre Felipe Sertanejo, hoje lutador do UFC, por triângulo. Bezerra também enfrentou Renan Barão, em 2006, e perdeu na decisão dividida.

Nome: Wagner Campos – apelido: Galeto
De Pinhais (PR), 30 anos.
Cartel: 11 vitórias e três derrotas. Casado e pai de dois filhos, Galeto é profissional de MMA desde 2006. O paranaense gosta de trocação, já venceu seis lutas por nocaute. Uma de suas derrotas foi para Jonn Lineker, brasileiro que recentemente foi contratado pelo UFC.

Pesos médios

Nome: Cézar Ferreira – apelido: Mutante
De Belo Horizonte (MG), 26 anos.
Cartel: Quatro vitórias e duas derrotas. Casado e pai de um filho, Mutante fez suas duas últimas lutas nos EUA, conseguindo uma vitória, sobre Chaun Sims, e uma derrota, diante de Elvis Mutapcic. Forte na luta em pé, ele tem três vitórias por nocaute das quatro que conquistou em sua carreira.

Nome: Charles Maicon
De Sorocaba (SP), 33 anos.
Cartel: Oito vitórias e uma derrota. Invicto há oito lutas, o paulista só foi derrotado em seu combate de estreia, perdendo por nocaute para Sérgio Junior em 2007. Depois disso, foram oito nocautes seguidos, e todos no primeiro round. Suas nove lutas somam somente 6m26s no octógono.

Nome: Daniel Sarafian
De São Paulo (SP), 29 anos.
Cartel: Sete vitórias e duas derrotas. Forte no jogo de chão, com seis de suas sete vitórias sendo conquistadas por finalização, Sarafian desfila uma grande variação de golpes, que inclui guilhotina, chave de braço, triângulo e mata-leão. De suas duas derrotas, uma foi por nocaute.

Nome: Délson Heleno – apelido: Pé de Chumbo
De Teresópolis (RJ), 34 anos.
Cartel: 23 vitórias e seis derrotas. O veterano Pé de Chumbo é um especialista no jogo de chão, tendo vencido 12 de suas lutas por finalização. Campeão mundial de jiu-jítsu, fez sua última luta em novembro de 2011, no evento MMA contra a Dengue, no Rio de Janeiro.

Nome: Fábio Luiz Vital da Costa – apelido: Bolinho
De Natal (RN), 28 anos.
Cartel: Nove vitórias e um empate. Invicto em dez lutas no MMA, Bolinho venceu oito dos seus dez combates por decisão dos juízes. Dessas, apenas uma foi decisão dividida. Conquistou ainda um nocaute técnico, contra Nilton dos Santos, no Platinum Fight, em 2009, quando lutou pela última vez.

Nome: Francisco Drinaldo – apelido: Massaranduba
De Brasília (DF), 33 anos.
Cartel: Dez vitórias e uma derrota. Lutador contratado pelo Jungle Fight, Massaranduba está invicto há quatro lutas. Com quatro nocautes, três finalizações e três vitórias por decisão dos juízes, o brasiliense só perdeu para o experiente Iuri Marajó no JF 22, em setembro de 2010.

Nome: Gilberto Galvão – apelido: Giba
De Balneário Camboriú (SC), 28 anos.
Cartel: 19 vitórias, quatro derrotas e um empate. Com 13 das suas 19 vitórias por finalização, Giba mostra que é um especialista na luta de chão. Forte, conta também com seu “ground and pound” para minar a resistência dos seus oponentes.

Nome: Gustavo Sampaio – apelido: Labareda
De Brasília (DF), 35 anos.
Cartel: Cinco vitórias e uma derrota. Especialista em kickboxing, Labareda também é forte na luta no chão, tendo conseguido três de suas cinco vitórias por finalização. Possui alguma experiência internacional, com duas vitórias em dois torneios disputados na Espanha.

Nome: João Paulo de Souza – apelido: Tuba
De Curitiba (PR), 28 anos.
Cartel: Oito vitórias e quatro derrotas. Com 12 lutas no currículo, incluindo uma no estádio de Wembley, em Londres, Tuba tem boa experiência no MMA. Suas cinco últimas lutas foram para a decisão dos juízes, e ele perdeu apenas a última, para Valentino Petrescu.

Nome: Leonardo Mafra Teixeira – apelido: Macarrão
De Balneário Camboriú (SC), 22 anos.
Cartel: Cinco vitórias. Com carreira no MMA, Macarrão possui três vitórias por nocaute – todas no primeiro round – e duas por decisão dos juízes. Agressivo no jogo em pé, o lutador da academia Chute Boxe aposta na força dos seus golpes para vencer no octógono.

Nome: Renee Forte
De Fortaleza (CE), 24 anos.
Cartel: Sete vitórias e uma derrota. Com duas vitórias por nocaute, duas por finalização e três por decisão dos juízes, Forte tem uma boa carreira no MMA nacional. Sua única derrota foi por nocaute, contra Mario Sartori, no IFC, em agosto de 2011. Luta profissionalmente desde 2006.

Nome: Richardson Moreira – apelido: Monstrão
De Campinas (SP), 27 anos.
Cartel: Três vitórias. Com três vitórias em três lutas, Monstrão ainda não passou do primeiro round no MMA. Somando seus três combates, o atleta lutou somente 4m56s no total. Fora dos ringues, Monstrão é formado em engenharia.

Nome: Samuel Trindade
De Boa Vista (RR), 25 anos.
Cartel: Seis vitórias e uma derrota. Com sua carreira construída no MMA do norte do Brasil, Trindade vinha invicto há seis lutas quando foi derrotado pela primeira vez, por Ronys Torres, em 2009. Venceu três lutas por finalização, uma por nocaute e duas por decisão unânime dos juízes.

Nome: Sérgio Moraes
De São Paulo (SP), 29 anos.
Cartel: Seis vitórias e uma derrota. Solteiro e pai de dois filhos, Moraes foi quatro vezes campeão mundial de jiu-jítsu. Das seis vitórias na carreira, cinco foram por finalização, e uma por decisão dos juízes. Sua única derrota foi para Brett Cooper, por nocaute, no Jungle Fight 16, em 2009.

Nome: Thiago de Oliveira Perpétuo – apelido: Bodão
De Santo André (SP), 24 anos.
Cartel: Oito vitórias, uma derrota e um empate. Vindo de quatro vitórias seguidas, Bodão obteve seis de suas oito vitórias por nocaute. Sua última – e única – derrota aconteceu em 2009, para Danilo Pereira, o Motoserra, no Full Fight 2, por finalização por mata-leão.

Nome: Thiago Rela
De Itatiba (SP), 22 anos.
Cartel: Três vitórias e uma derrota. Com suas três vitórias tendo sido obtidas por finalização, o paulista sofreu sua única derrota em 2010, quando foi finalizado por Álvaro Cabeça no Campinas Fight. Sua especialidade é o mata-leão, golpe com o qual conseguiu seus três triunfos.